:: Clarim :: - Fórum Comunitário debate a situação dos animais de rua no município
Radix Comunicação e Tecnologia

Araxá / MG -
Clarim

18/05/2017, às 08:55:01

Fórum Comunitário debate a situação dos animais de rua no município

 

Para orientar a população sobre a situação dos animais abandonados, a construção e funcionamento do novo canil municipal e como fazer denúncias em casos de maus tratos, a vereadora Fernanda Castelha (PSL) solicitou a realização de um Fórum Comunitário. O encontro aconteceu na tarde de quarta-feira, 17, na Câmara Municipal. Além de vereadores, estiveram presentes representantes do Executivo Municipal, da Vigilância Sanitária, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, protetores de animais e populares. O vice-presidente da mesa diretora, vereador Bosco Júnior (Avante), conduziu os trabalhos. Fernanda alertou sobre as dificuldades enfrentadas pelos protetores de animais que estão com seus lares lotados e sem condições financeiras para mantê-los. Ela também sugeriu algumas adequações na construção do Canil Municipal que está em fase de conclusão para que possa cumprir com mais eficiência os seus objetivos.

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Flávia Rios, informou que 771 cães foram castrados em Araxá entre 2016 e 2017 através de serviço terceirizado, cujos resultados serão obtidos em longo prazo. “O número de animais a serem castrados é determinado por dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) que estabelece que 20% da população de animais precisa ser castrada para manter o controle populacional”, afirma. O engenheiro da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Mobilidade Urbana, Vicente Martins, responsável pela construção do canil, esclareceu as dúvidas sobre o projeto. “O canil vai abrigar 700 animais entre gatos e cachorros e será equipado com espaço para pequenas cirurgias. A obra está atrasada em função de algumas adequações que precisaram ser realizadas, mas a previsão é a de que fique pronta nos próximos 90 dias”, afirmou. Os representantes da Polícia Ambiental e do Corpo de Bombeiros também participaram do fórum para esclarecer quais são os seus papéis em relação aos animais. O sargento Ricardo apontou que a Polícia Ambiental recebe denúncias de maus tratos e o sargento Henrique lembrou que o Corpo de Bombeiros atua coletando cães perigosos. Ambos apontaram que o maior problema enfrentado nesse trabalho é não ter um local para onde encaminhar os animais.

 

 

A procuradora Jurídica do município, Cidinha Rios, lembrou que quando começou a elaboração do projeto para construção do canil ocorreram várias reuniões para que protetores de animais e vereadores pudessem discutir o projeto. Ela lembrou que a obra está sendo feita obedecendo às regras das legislações pertinentes. Diversos protetores de animais estiveram presentes e alertaram sobre a importância de campanhas educativas para conscientizar a população contra o abandono e maus tratos e sobre as dificuldades enfrentadas pelos lares. Por fim, a vereadora Fernanda encerrou o encontro concluindo que os protetores não conseguem agir sozinhos, necessitando de uma atuação em conjunto com a população, poder público e Polícia Ambiental.

 
 
 
Belvedere
ACIA
John Romualdo
Salão Grill
Centro de Treinamento Cognitivo
Nutri Spa
 
Clarim