clarim.net.br - EDITORIAL - Que sirva de exemplo
Todos Contra o Abuso
Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
EDITORIAL - Que sirva de exemplo
25/01/2018, às 08:46:12

A frequência no Parque do Cristo responde positivamente ao atendimento da crescente demanda da população por mais qualidade de vida. Essa tendência inclui cuidar da saúde, ou seja, alimentar-se melhor com produtos pelo menos mais naturais e buscar o equilíbrio emocional com a diminuição do estresse através de atividades físicas e mentais consideradas saudáveis, com o incentivo do espaço urbano. Da mesma forma, as crianças e adolescentes precisam adquirir esses novos hábitos e, especialmente, terem acesso às brincadeiras, ao esporte e lazer em locais aprazíveis.

Não só a preocupação de criar um ambiente propício à convivência, mas principalmente a de mantê-lo em pleno funcionamento e acessível à população de todas as idades e poder aquisitivo faz diferença em relação a outros espaços da cidade. Sem dúvida que o Parque do Cristo por si só é muito mais atraente e, mesmo assim, ficou fechado por muito tempo, entremeado de tentativas frustradas de ser bem utilizado. Dessa vez, primeiro foi revitalizado com a complementação do projeto original e sua adaptação aos dias atuais, sem que tenha sido descaracterizado. Uma mudança importantíssima foi a sua integração com o setor Norte devidamente complementada pela ligação das avenidas Maria de Lourdes e Ananias Teixeira que permitiu melhorar consideravelmente o trânsito na av. Washington Barcelos, com a implantação de mão única e criação de mais vagas de estacionamento. O pujante comércio da região também foi diretamente beneficiado.

E a tendência é a de que o trânsito nessa região fique ainda melhor com a implantação de uma rotatória em frente à Igreja Santa Rita, já que o Estado repassou para o município o antigo prédio da Escola Luiza de Oliveira Faria, onde hoje funciona provisoriamente a Secretaria Municipal de Ação e Promoção Social até a sua mudança para o Centro Administrativo. E mesmo antes da implantação de mais atrativos, como a lanchonete, o empório, choperia, sorveteria e café que ainda serão licitados, é possível encontrar movimento no decorrer do longo horário de funcionamento (das 7h às 22h) e de toda a semana porque o parque abre todos os dias. É com a experiência desde a abertura há praticamente um mês que estão sendo feitos os ajustes para amparar e até aumentar essa frequência já considerada muito boa, como a sinalização, a total acessibilidade, dentre outros. O Centro de Informações Turísticas é mais um diferencial, com material novo sobre a cidade e um rol de variadas informações para o atendimento ao visitante de fora.

Apesar de ainda ser o início desse funcionamento, já justifica pensar em outras melhorias, como o plantio adequado em toda a encosta, com trilhas para caminhadas suavizando a subida ao Cristo pela av. Dâmaso Drummond, especialmente para os que não gostam do desafio de subir a escadaria. Além da incorporação de todo o espaço da avenida que corta a encosta e nunca foi utilizada, assim como da área com o galpão inacabado, chamando a atenção pelo desperdício do dinheiro público e contrastando com o restante da paisagem. A consolidação do parque para o contínuo uso da população e turistas elimina o risco de ser novamente abandonado e mais do que justifica os investimentos feitos no local, inclusive para a manutenção da segurança e limpeza como existem hoje.

O exemplo do Parque do Cristo poderia estender as ações da administração municipal para outros espaços da cidade que também carecem de ser apropriados pela comunidade. Como o Buracanã na divisa dos bairros Fertiza/João Ribeiro e da Praça da Juventude no Urciano Lemos, que mesmo sem os cuidados adequados também têm recebido crianças, jovens e adultos neste período de férias, apesar da falta de estrutura e atividades. Já a praça ao final da av. Divino Alves Ferreira que conta com uma rampa de skate, embora tenha sido revitalizada pela administração municipal há pouco mais de um ano, mais uma vez está em estado de abandono, novamente tomada pelo mato. Existem muitos espaços em Araxá à espera dessa atenção que contribui para o bem estar da população no ambiente urbano.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia