Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Hospital Unimed na campanha de Higienização das Mãos
16/05/2018, às 10:03:51
A médica infectologia Jaqueline Ribeiro da Silva

Em 5 de maio, comemorou-se em todo mundo o Dia de Higienização das Mãos. No Hospital Unimed Araxá, durante esta semana aconteceram várias atividades. Para dar maior visibilidade a essa importante atitude, foram colocados banners em lugares de destaque e cartazetes em todos os apartamentos e enfermarias e em outros pontos estratégicos. A médica infectologia Jaqueline Ribeiro da Silva fez uma compilação sobre este assunto e traz importantes esclarecimentos.

Há pouco tempo, o termo “lavagem das mãos” foi substituído por “higienização das mãos” por causa da maior abrangência deste procedimento. Devemos higienizar as mãos porque as usamos praticamente para tudo o que fazemos e a pele é um reservatório de diversos microrganismos. Por meio do contato direto (pele com pele) ou indireto (toque em objetos e locais contaminados), esses microrganismos podem se transferir de uma superfície para outra. As mãos são um veículo eficiente para a transmissão de infecções e patógenos, por isto devemos higienizá-las tanto fora como dentro dos hospitais.

Cuidados em casa - Existem várias situações nas quais a higienização de mãos é obrigatória: antes, durante e depois do preparo de qualquer alimento; antes de tocar em qualquer coisa que vá à boca do bebê; antes e depois do contato com uma pessoa doente; após coçar ou assoar o nariz; antes e depois das refeições; antes e após ir ao banheiro; antes e depois de tratar algum machucado ou ferimento; depois de trocar fraldas ou ajudar uma criança a se limpar; depois de tocar, alimentar ou limpar um animal; depois de manipular a comida ou objetos de gato ou cachorro e depois de tocar no lixo, dentre outros cuidados.

No hospital - Ao chegar ao quarto do paciente para visitá-lo, é importante higienizar as mãos para não trazer microrganismos de fora. Ao sair, também. Se for participar de algum cuidado ao paciente, lembre-se de que é necessário higienizar as mãos antes e depois do contato. Os profissionais de saúde devem observar os cinco momentos que existem no cuidado do paciente: antes do contato com o paciente; antes de realização de procedimento asséptico; após risco de exposição a fluidos corporais; após contato com o paciente; após contato com as áreas próximas aos pacientes.

Tanto a higienização das mãos com preparações alcoólicas quanto com água e sabão são igualmente eficazes. Quando as mãos estiverem visivelmente sujas, água e sabão deverão ser usados de forma abundante. O uso de luvas não substitui a higienização das mãos. A higienização das mãos no cuidado dentro do hospital é considerada uma medida individual prioritária de maior impacto e comprovada eficácia na prevenção das infecções, uma vez que impede a transmissão cruzada de microrganismos e o risco ao paciente. Manter as mãos limpas pode evitar uma série de infecções e salvar vidas.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia