Todos Contra o Abuso
Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
EDITORIAL - O caminho do meio
14/06/2018, às 08:38:19

É possível idealizar Araxá integrada ao conceito de sustentabilidade tão buscado nas últimas décadas pela humanidade, na medida em que se amplia o conhecimento e a consciência de que cada ser está conectado com o todo, seja qual for o ambiente em que esteja inserido. Trata-se de um conjunto de atitudes sustentadas num ponto de equilíbrio diante da constante possibilidade de escolha do homem entre um polo e outro, popularmente falando é o fiel da balança.

É sempre bom lembrar o significado de sustentabilidade mais disseminado: “um conjunto de ideias, estratégias e demais atitudes ecologicamente corretas, economicamente viáveis, socialmente justas e culturalmente diversas”. Esse tripé ecológico, econômico e social que constrói a cultura, primeiro é interiorizado pelo indivíduo para que então seja expandido ao coletivo. A aplicação desse conceito na família, no trabalho, na cidade, em qualquer outro lugar onde vivemos é o que nos leva a uma vida sustentável.

Assim como na gestão do município, a busca por um desenvolvimento sustentável é primordial na prática do dia a dia da população. Porém, as ações ainda acontecem de forma isolada dentro desse tripé, sem se complementarem e conviverem harmonicamente mesmo diante dos opostos e das diferenças que existem apesar de sermos iguais. O que ainda falta em Araxá é a dialética, ou seja, “o caminho entre as ideias”. Por exemplo, se o município tem duas importantes vocações distintas, o turismo e a mineração, há de existir um terceiro caminho que permite a coexistência dessas atividades, inclusive com uma apoiando a outra.

A Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) sediada em Araxá persegue a sustentabilidade como objetivo central de todas as suas atividades que se apoiam na mineração do nióbio. Portanto, enquanto impacta negativamente o meio ambiente ao extrair o minério, lá na ponta do processo este efeito é positivo quando o usa para gerar energia renovável para o mundo. É assim que também podemos vislumbrar a gestão pública engajada nesse ideal de futuro sustentável que para se concretizar depende do presente, das ações do agora.

Aliás, recentemente o presidente da CBMM, Eduardo Ribeiro, anunciou que a companhia tem como objetivo dispor um container/estação solar com quatro motocicletas para prestar serviços ao município, selecionando entre as diferentes alternativas a que atenderá um maior número de pessoas na comunidade para dar início a essa experiência. Pela inter-relação entre a CBMM e Araxá, se a primeira pode crescer de forma sustentável, a segunda também como ele próprio aponta. “Não sei dizer qual é a ordem certa, mas Araxá e CBMM crescem juntas e o respeito da CBMM pela comunidade de Araxá é total”, disse Eduardo em entrevista ao Clarim.

Então, se as aplicações do nióbio foram desenvolvidas em Araxá pela CBMM, por que o município não cresce em áreas relacionadas à tecnologia? A cidade precisa estar focada na sustentabilidade para crescer junto com a companhia que historicamente tem sido generosa, mas quem dita onde se deve investir é a gestão municipal. Distâncias não só econômicas, como ecológicas e sociais devem ser vencidas com o diálogo em busca desse objetivo comum de meio ambiente sustentável aqui citado holisticamente, ou seja, na sua totalidade.

Outros muitos exemplos nos faz refletir sobre onde está o caminho da conciliação em todas as áreas do município, ou seja, no que as ações que conduzem a cidade estão se apoiando, em qual conceito. Há trinta anos se fala na necessidade de arborizar Araxá que apesar de inúmeros projetos visando o plantio de árvores continua a ter um índice de área verde por habitante abaixo do preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), isto ocorre porque não acontece uma ação sistêmica. Assim por diante, em todas as áreas existem mais iniciativas e investimentos físicos isolados que ainda estão desintegrados de um contexto geral vinculado ao desenvolvimento sustentável que deve ser um “modo pensante”.

Esse caminho do meio é reto e perene.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia