Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Centro de Formação e Experimentação Digital ganha mais dois novos núcleos
25/10/2011, às 08:16:10

   A assinatura dos protocolos de intenção que prevêm a criação dos núcleos Laboratório de Culturas do Mundo e Uai-Tech aconteceu nesta segunda-feira, 24, pela Secretaria de Estado de Cultura e o Centro de Formação e Experimentação Digital (Plug Minas), em parceria com a Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo e Sebrae-MG. O Plug Minas é um projeto implantado em 2009 que, a partir das novas parcerias, vai expandir a sua atuação e totalizar nove núcleos instalados em sua sede de 70 mil m², no bairro Horto, em Belo Horizonte.
   A secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, explica que o Laboratório de Culturas do Mundo e o Uai Tech vão atuar em sinergia com os demais núcleos do Plug Minas, contribuindo para o aperfeiçoamento da formação dos jovens de Belo Horizonte e Região Metropolitana. “A proposta é capacitar estes jovens para atuar no mercado de trabalho que a cada dia exige um profissional mais qualificado. Sendo esses núcleos inovadores e arrojados, certamente abrirão inúmeras possibilidades no campo da educação e do trabalho”, ressalta.
   O Núcleo Laboratório de Culturas do Mundo vai oferecer cursos de idiomas por meio de instrumentos e ambientes digitais. O projeto é direcionado a estudantes da rede pública que têm entre 16 e 24 anos, com o principal objetivo de suprir a demanda iminente por mão de obra qualificada para atender à nova dinâmica do mercado de trabalho, surgida a partir da perspectiva dos eventos que ocorrerão em Belo Horizonte: a Copa das Confederações em 2013 e a Copa do Mundo em 2014.
   O secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sérgio Barroso, informa que com essa ação junto ao Plug Minas serão realizadas oficinas de qualificação profissional de adolescentes para atuarem na promoção de produtos e serviços associados ao turismo. “Como a gastronomia, hospitalidade, condutores turísticos e eventos visando a geração de oportunidades de emprego.”
   Para participar das atividades do Laboratório de Culturas do Mundo é indispensável que o jovem tenha conhecimento em informática e acesso à internet. O projeto se divide em dois idiomas: o inglês, oferecido pelo Instituto Cultural Brasil Estados Unidos – ICBEU; e o espanhol, resultado de parceria com o Instituto Cervantes. No total, o núcleo disponibilizará 240 vagas, sendo 180 para Espanhol e 60 para Inglês. Os cursos têm duração de cinco semestres, com previsão de conclusão da primeira turma em junho de 2014.
   O Núcleo Uai-Tech é direcionado a jovens de 14 a 24 anos e seu foco de trabalho está voltado para tecnologia aplicada nas áreas da ciência e inovação, compreendendo robótica, web 2.0, computação, eletrônica e mecânica, e na área de sustentabilidade eco-ambiental. A previsão de atendimento do Núcleo é de 250 jovens por ano e para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Nárcio Rodrigues,  o Núcleo Uai-Tech é uma porta de entrada para o mercado de trabalho. “Atualmente, notamos o crescimento da procura pelos serviços que envolvem ciência e tecnologia, sempre associadas às questões ligadas à sustentabilidade”, afirma.   
   A proposta de desenvolvimento do Núcleo Uai Tech está estruturada em três pilares, destinados a jovens interessados em estudar sobre física, química, matemática, eletrônica e programação, além de atendimento à comunidade em geral em atividades de curta duração para disseminar e potencializar o interesse geral na Ciência & Tecnologia e na Inclusão Digital. Ainda está sendo estudada a possibilidade de serem distribuídas bolsas de pesquisa para os estudantes do Núcleo Uai Tech, em Minas Gerais e até mesmo na França.
Plug Minas
   O Plug Minas se desenvolve através de conceitos multiplicadores e é dedicado a jovens de 14 a 24 anos que estudam ou já se formaram em escolas da rede pública de Belo Horizonte e Região Metropolitana. Os estudantes que fazem parte do projeto têm a oportunidade de ampliar suas competências e participar de atividades relacionadas aos mais variados aspectos da tecnologia, da cultura digital, do empreendedorismo e das artes.
   O projeto é dividido em diversos núcleos independentes, cada um deles com foco em uma área específica da cultura digital e das artes com abordagens e objetivos distintos. As atividades oferecidas por esses núcleos também são bastante diversificadas, podendo variar desde programações pontuais, abertas a centenas de pessoas em curto período de tempo, até cursos aprofundados de formação profissional, com maior duração.
   Nos núcleos do Plug Minas, os estudantes participam de cursos totalmente gratuitos, com aulas de produção de áudio, vídeo, design gráfico, empreendedorismo, teatro, dança, desenvolvimento de games, entre outros. Cada um dos núcleos é mantido por parceiros da iniciativa privada e, em 2010, mais de 15 mil pessoas foram atendidas, tanto nos cursos oferecidos pelos núcleos, quanto em atividades variadas abertas à comunidade e também a convidados.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia