Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Editorial - Nova chance
13/02/2019, às 08:50:20
O prefeito Aracely de Paula completou quatro anos à frente da administração municipal em novembro de 2018, portanto, é como se tivesse fechado o ciclo completo de uma gestão. Em 2020, excepcionalmente, ele conclui seis anos e não quatro à frente da Prefeitura de Araxá e ainda com duas oportunidades que todo governante reeleito tem de projetar a gestão seguinte para fazer melhor. Ou seja, a última é exatamente agora.

É preciso mudar muito a postura e condução do governo municipal para reverter a crescente insatisfação da população com o seu desempenho, considerando inclusive que o desgaste sempre é maior proporcionalmente ao tempo de exercício do mandato.

No decorrer dos últimos quatro anos, a administração não conseguiu ainda resolver pendências do governo anterior e algumas criadas pela própria. Pelo menos desde os anos 1990, a cidade nunca esteve tão descuidada, perdendo o título de limpa e agradável criado pelo próprio prefeito Aracely nos anos 1980, eis um constatado retrocesso. Com tantos recursos atuais de comunicação, a prefeitura parece funcionar na idade da pedra, quando um secretário leva até dois, três meses para conseguir falar com o prefeito. O que dizer então de quem não faz parte desse restrito círculo que o cerca e o blinda da opinião popular, colocando-o num pedestal e como se estivesse no mundo da lua.

Para reverter essa situação arraigada há uma gestão, é necessário o implemento físico e humano porque as pessoas que a conduzem têm pelo menos mais dois anos de trabalho. A Prefeitura de Araxá tem que funcionar de forma bem diversa do que tem sido até o momento, se de fato Aracely considerar a opinião popular embora não seja o que tem demonstrado até então. Caso a administração municipal continue a ignorar os apelos populares como se o prefeito não tivesse sido eleito para servir o povo, a expectativa é a de agravamento da política local que mais uma vez afeta a população e prejudica o município que retrocede ao invés de avançar.

Essa insatisfação se acumula ao ponto de romper limites, tornando-se cada dia mais difícil de ser revertida. Mesmo se atualmente ainda reinassem as benesses, os descasos e as perseguições da velha política, o que não é o caso. Existe uma nova postura pela transparência, diálogo e democracia bem expressada nas urnas nas Eleições 2018. Já passa a ser inadmissível o estado lamentável da cidade por falta de manutenção adequada e gestão eficiente em todas as áreas, mas especialmente nas secretarias de Obras e de Serviços Urbanos. Desde 2015, são postergadas esperadas soluções que não chegam a contento e sob as mesmíssimas e cansativas justificativas. A atual desculpa recai sobre a grave crise instalada no governo do Estado, porém esta passou a ser insustentável para algumas prefeituras a partir do ano passado e ainda sim não para Araxá.

Já foram citadas tantas razões para o não cumprimento dos serviços básicos pela prefeitura que hoje em dia num total descaso com o povo até dispensam explicações, a imprensa nem é recebida, como se fosse uma administração privada e não pública.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia