Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Editorial - Inestimável legado
28/02/2019, às 08:20:13

O Festival Literário de Araxá (Fliaraxá) chega a sua oitava edição próximo de se tornar o primeiro no gênero em importância para o país. Além disso, a sua abrangência é internacional, especialmente nos países de língua portuguesa. E ainda mais do que os expressivos números de seu alcance, não é possível mensurar o que o festival tem contribuído culturalmente para a comunidade de Araxá desde a sua primeira edição.

Aliás, o Fliaraxá aumenta a sua penetração junto ao público local a cada ano, principalmente por ser este um dos focos dos organizadores. Não somente junto ao público alvo definido como a intelectualidade - elitizada ou não, como também àquele formado por pessoas que precisam da oportunidade de se integrar ao universo da leitura que hoje em dia é bem mais popular em termos de acessibilidade. Assim, podem se despertar para a viagem aos mais diferentes conhecimentos e sentimentos proporcionada pela leitura que transforma a vida da gente.

É indescritível a preciosidade de estar ano a ano com renomados autores e também com os mais desconhecidos e ainda os locais, ouvindo-os sobre relevantes temas para a coletividade e o indivíduo. Outras milhões de pessoas compartilham desses momentos em todo o mundo através da força dessa relevante reunião cultural transmitida pelos meios digitais disponíveis hoje em dia e que só acontece assim por ser em Araxá.

É necessário reconhecer que o Fliaraxá se consolida com o imprescindível patrocínio da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). Em contrapartida, a companhia acerta de forma valorosa e perene no investimento que faz a favor da cultura da população em que está inserida e que se multiplica em consideráveis ganhos, especialmente imateriais. Em retribuição, a cada edição o festival torna-se maior e melhor sob a batuta do competente e talentoso produtor cultural e escritor, Afonso Borges. Como um visionário, amante da cultura como instrumento de transformação social, ele deu início a tudo através do seu Sempre um Papo que lhe abriu a perspectiva de fazer muito mais no segmento cultural de Araxá - de raízes histórico-culturais por demais apropriadas.

Depois que o Tauá Grande Hotel e Termas passou a sediar o Fliaraxá há duas edições, superando o receio inicial de que o local iria elitizar ainda mais o evento, o que se vê é o precioso incentivo à proximidade entre o maravilhoso complexo do Barreiro e a cidade através da cultura. O festival marca um período em que se promove a interação entre essa paisagem única do Barreiro como sede da busca pelo conhecimento de todos.

Dando sequência a esse profícuo trabalho, este ano a organização reuniu os curadores locais, os embaixadores do festival e outras pessoas que o incentivam e participam diretamente como fornecedores e a mídia para ouvi-las no sentido de buscar aperfeiçoar a edição 2019. As oportunas sugestões foram registradas e as que forem viáveis devem ser aproveitadas para incrementar o 8º Fliaraxá que acontece em junho próximo, coincidindo com o feriado de Corpus Christi. Portanto, acertadamente com o clima de inverno e, como sempre, com novidades.

No ano passado, a estrutura externa e o aproveitamento dos espaços do Grande Hotel já foram bem melhores do que os da primeira edição no complexo do Barreiro. Mas há sempre o que corrigir a cada ano e é isto que torna o festival melhor, inclusive ouvindo o importante “feed back” da cidade. A torcida de sempre é para que além da iniciativa privada, o poder público e a população em geral incentivem cada vez mais esse evento considerado importante para o presente e o futuro das gerações araxaenses. Um tesouro aberto para o bem da consciência, a favor das mudanças porque desacomodam e empurram a humanidade.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia