Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Proprietário da Arquetipo é o primeiro a depor na Comissão Processante da Câmara
27/10/2011, às 10:55:23

“Somos idôneos, estamos aqui para trabalhar, nós gostamos de Araxá. Tanto que estamos expandindo, investindo, acreditando na cidade e aqui queremos ficar”, disse Efigênio

 

   O procurador da Arquetipo Estruturas de Aço e sócio-proprietário da Arquetipo Jateamento, Efigênio Boaventura Gomes, prestou depoimento como testemunha à Comissão Processante (CP) da Câmara Municipal aberta contra o prefeito Jeová Moreira da Costa nesta quinta-feira, 27, às 9h, no prédio do Museu do Legislativo. Ele disse que não tratou nada com a prefeitura em relação à participação da empresa nas obras de revitalização do Centro. “Quem nos contratou foi a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração)”, respondeu aos vereadores da comissão.
   Na reunião desta quinta-feira, 27, estavam presentes os três membros efetivos da CP, vereadores Marco Antônio Rios (presidente), Lídia Jordão (relatora) e César Romero da Silva (Garrado), além do membro suplente, José Maria Lemos Júnior. Eles estavam acompanhados pelo advogado Raimundo Cândido Neto que representa o escritório de Belo Horizonte contratado pela Câmara Municipal para acompanhar os trabalhos da CP. Duas advogadas do Poder Legislativo municipal foram designadas para atuarem na CP como 1ª e 2ª secretárias, Girlane Aparecida Guimarães Bittencourt e Walquiria Pereira Marques Borges, respectivamente. Efigênio compareceu para depor acompanhado do advogado da Arquetipo, Kleber Ribeiro Ordones. Também estavam presentes na reunião, o prefeito Jeová, acompanhado do seu advogado, André Luis Sampaio Borges.
   Depois das perguntas feitas pelos membros da comissão ao Efigênio, a maioria relacionada sobre a existência jurídica, a composição societária das duas empresas, Arquetipo Aço e Arquetipo Jateamento, além da participação de cada uma nas obras de construções do teatro na av. Antônio Carlos, do Serviço de Hemodinâmica da Santa Casa de Misericórdia de Araxá e do Centro Administrativo Juscelino Kubistchek.
   Ao final do depoimento, o presidente Marco Antônio dispensou a oitiva como testemunha do outro representante da Arquetipo, o sócio-proprietário Edson Luiz Carneiro, que havia sido postergado para as 13h desta quinta-feira, 27. Segundo ele, a comissão ficou satisfeita com os esclarecimentos prestados por Efigênio que respondeu pelas empresas Arquetipo.
   Nesta sexta-feira, 28, às 9h, será ouvido pela CP o diretor Administrativo da CBMM, Antônio Gilberto Ribeiro de Castro, no Palácio Nagib Feres. Todos os procedimentos da CP podem ser acompanhados pela imprensa e população e as informações estão disponibilizadas no site www.camaraaraxa.mg.gov.br


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia