Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Corte de árvores gera polêmica
11/11/2011, às 06:58:01

 

  Uma polêmica sobre a possibilidade de serem cortadas oitenta árvores na praça da Igreja Matriz de São Domingos de Gusmão em razão das obras de restauração moveu boa parte da imprensa local, assim como dos defensores do meio ambiente e do patrimônio público. O presidente da Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB), Walter Ogawa Silva, esclarece que haverá apenas uma adequação no paisagismo da praça sob orientação técnica e supervisão do Instituto de Preservação do Patrimônio Histórico e Cultural Nacional (Iphan), respeitando todos os critérios.
  Uma mensagem de e-mail, cujo assunto é “Denúncia Urgente”, chegou ao Jornal Clarim dando conta dessa preocupação em relação ao corte das árvores. A mensagem não está assinada, mas  veio do endereço mabadiasantana@bol.com.br e diz o seguinte: “Prefeito de Araxá (MG) quer cortar cerca de 80 (oitenta) árvores plantadas na década de 60 na Praça da Igreja de São Domingos. Cabe ressaltar que tais árvores não estão correndo risco de queda, tão pouco, estão estragando vias públicas. Estas vidas fazem parte do patrimônio ambiental e histórico de Araxá. Não deixemos isso acontecer”.
  Os defensores da permanência das árvores na praça se mobilizaram em redes sociais e enviaram este e-mail fazendo a denúncia para vários veículos de comunicação da cidade. O projeto arquitetônico de revitalização da praça da Matriz de São Domingos está sob a responsabilidade da Fundação Cultural Calmon Barreto que, ao tomar conhecimento da questão, providenciou uma nota de esclarecimento.
  O presidente da FCCB informa na nota quais são as intervenções no paisagismo que estão previstas no projeto de restauração do prédio e seu entorno: “readequação dos canteiros; revitalização das palmeiras imperiais sem previsão de corte, com exceção das árvores que após vistoria técnica possam trazer insegurança à população; retirada das árvores pinus do entorno do prédio, porque causam problemas para a sua estrutura e pintura e revitalização dos canteiros próximos a igreja”.
  Walter destaca que a obra iniciada em 2009 é de restauração. “Nunca em sua existência, a Igreja Matriz de São Domingos de Gusmão passou por uma obra completa de restauração. Pequenas intervenções se tornaram necessárias para atualizar este patrimônio histórico sem descaracterizá-lo. Isso aconteceu na especificação da sonorização, na obra de acessibilidade, na segurança e no paisagismo. Haverá também uma pequena reestruturação que prevê a troca do pavimento externo atual, permitindo assim a harmonização.
  Trecho da nota divulgada pela FCCB sobre as obras de restauração da Igreja Matriz:
1) O referido projeto tem o estudo e anuência do Padre Manuel Claro, do IPDSA, do IPHAN, da empreiteira da obra e também do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, bem como da Prefeitura Municipal de Araxá e Fundação Cultural Calmon Barreto.
2) Ainda serão feitas reuniões para finalizar o cronograma de ações entre as pessoas e entidades citadas acima, antes da execução de qualquer ação no que diz respeito a questões históricas, ecológicas, de segurança e religiosas que por ventura possam existir.
3) O gestor da obra da Igreja Matriz de São Domingos de Gusmão é a Fundação Cultural Calmon Barreto, órgão municipal responsável pela gestão e fomento da cultura da cidade de Araxá, da preservação do patrimônio cultural.

 

 

 

 

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia