Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas abre inscrições no dia 1º de junho
24/05/2011, às 08:21:59

 

   A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) abre no dia 1º de junho as inscrições para o VIII Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas. A entrega de amostras pode ser feita pelos cafeicultores em todos os escritórios da Emater-MG até 6 de setembro. Serão aceitos exclusivamente cafés da espécie arábica, colhidos em todas as regiões do Estado, na safra 2010/2011.
   O lote para a participação no concurso deve ter 10 sacas de 60 quilos e as amostras correspondentes a cada um, dois quilos. De acordo com o regulamento, é exigido ainda que os grãos sejam pelo menos de tipo 2, passados em peneira 16, com no máximo 5% de vazamento. “Ou seja, os cafés que participam do concurso estarão prontos para a exportação”, afirma o coordenador da Emater-MG, Marcos Fabri Junior. Cada produtor pode concorrer em duas categorias: café cereja natural e café descascado ou desmucilado.
   Os cafés inscritos passarão por diversas avaliações, até novembro, quando devem ser anunciados os resultados. “Primeiro será feita uma análise física, em que serão observados o tipo dos grãos, a umidade e a coloração. Em seguida, é feita a análise sensorial, com a prova de xícara, em que os avaliadores vão classificar os concorrentes de acordo com as qualidades da bebida pronta. Em outra etapa, já com uma amostra maior, de cinco quilos, retirada dos lotes reservados, são feitas uma sessão de prova física e outras duas de degustação”, explica Fabri, da Emater-MG.
   Mais do que prêmios, os participantes do concurso estadual de qualidade de Minas Gerais, realizado desde 2004, buscam o reconhecimento de que produzem cafés de qualidade superior. “Este concurso de café tem um enfoque diferenciado. Nosso principal objetivo não é estimular a competição. O caráter é mais educativo. As amostras serão analisadas e os resultados serão detalhados em laudos, a serem entregues para os extensionistas da Emater-MG responsáveis pelas inscrições. Então, produtor e técnico terão condições de discutir, juntos, quais as possibilidades existentes, dentro das tecnologias preconizadas para a produção de bons cafés, para que o produtor possa melhorar continuamente essa qualidade. Ou seja, o concurso é um trabalho de melhoria contínua dos cafés de Minas Gerais”, ressalta o coordenador Marcos Fabri Junior.
   Ele ressalta outro diferencial: como o lote único é de 10 sacas, qualquer tipo de produtor, seja agricultor familiar ou empresário, pode participar, em condições de igualdade. E, se for vencedor, o lote poderá ser adquirido por um valor muito superior ao de mercado. “No último concurso, em 2010, o café campeão foi vendido a R$ 8,1 mil a saca, enquanto o preço de mercado estava em R$ 380. Então, o produtor obteve mais de 20 vezes o valor de mercado”, lembra o coordenador da Emater-MG.
   O VIII Concurso Estadual de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Emater-MG, empresa vinculada à Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A iniciativa tem parceria de diversas instituições, como Universidade Federal de Lavras, Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Organização das Cooperativas de Minas Gerais (Ocemg), Federação de Agricultura (Faemg), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaemg) Centro de Excelência do Café, Polo de Excelência do Café e Instituto Federal de Ensino e Tecnologia de Machado.
   Mais informações sobre o regulamento do concurso: (35) 3821-0020.


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia