Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Educadores querem mais segurança no entorno das escolas
17/05/2011, às 10:59:46

   Instituições de ensino das redes municipal, estadual e particular de Araxá querem mais segurança no entorno dos locais onde estão instaladas. A reivindicação foi apresentada para representantes de órgãos ligados direta e indiretamente a promoção da segurança pública em um Fórum Comunitário realizado na tarde desta segunda-feira, 16, na Câmara Municipal da cidade.
   Na abertura da reunião, o vereador Márcio Antônio de Paula Duarte (PR), apresentou os três aspectos que motivaram a reunião, sendo o trânsito, a violência e o tráfico de entorpecentes. “Todos os problemas não ocorrem de uma única vez, eles vão sempre mudando, precisamos de um engajamento para obter soluções pontuais, é necessário que todos vejam o problema, conheçam o problema e enfrentem o problema para resolver esse problema que tanto aflige o jovem de hoje”, diz.
   Para a analista educacional da Inspetoria Regional de Ensino, Cacilda Elaine Torquato Winter, é necessário tirar o peso do gestor, porque o que acontece no entorno ou na porta da escola é de responsabilidade da sociedade. “Nós precisamos de medidas efetivas para enfrentar esses problemas nas proximidades das escolas, queremos toda a comunidade junto conosco para que a gente cumpra a nossa parte como educadores”, afirma.
   Dados da Polícia Militar (PM) apontam que há 43 mil veículos registrados em Araxá. Em média, são registradas 900 autuações por mês. “Há pessoas que infelizmente pensam de forma retrógrada. Nós temos que ter uma ação pró-ativa para garantir, promover e manutenir a segurança pública”, afirma.
   Entre as sugestões para garantir a segurança na proximidades das escolas, o vereador José Maria Lemos Júnior (DEM) lembrou que foi aprovada pela Casa Legislativa há mais de cinco anos a lei que cria a guarda municipal e há dois anos a lei da municipalização do trânsito. “Basta implementá-las e com certeza grande parte do problema já estaria resolvido”, diz.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia