Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Anastasia entrega prêmio a alunos mineiros vencedores da Olimpíada Brasileira de Matemática
10/06/2011, às 10:03:38

 

    O governador Antonio Anastasia e a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, entregaram, nesta quarta-feira (8), no Palácio Tiradentes, a premiação do Governo de Minas aos estudantes vencedores da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), referente aos anos de 2009 e 2010. São 1.556 prêmios destinados aos alunos dos anos finais dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas de Minas Gerais.
   Durante o evento, o governador destacou a importância da dedicação e bom desempenho dos estudantes, lembrando que a matemática é uma disciplina fundamental para o desenvolvimento do país.
    “Não há hoje nenhuma ciência que possa prescindir das questões matemáticas. Eu próprio sou da área do Direito, mas sei que, fundamentalmente, sem o raciocínio que permite a matemática, dificilmente podemos ter lógica e, por consequência, não teremos lideranças empresariais, acadêmicas, de trabalhadores, da sociedade civil. O estudo da matemática é considerado tão relevante, que é apontado internacionalmente como o indicador mais preciso da qualidade do ensino nos diversos países”, afirmou Antonio Anastasia em seu pronunciamento.
   Para estimular os estudos da matéria e parabenizar os destaques na competição nacional, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Educação (SEE), presenteou os vencedores com um laptop e R$ 1 mil em dinheiro. Os professores da rede estadual que trabalham com os alunos medalhistas também serão premiados com R$ 1,5 mil cada, do Governo do Estado.
   No total serão presenteados 1 mil computadores e R$ 2,14 milhões em dinheiro, dos quais R$ 1,7 milhão em recursos do Estado e R$ 440 mil da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM), parceira no projeto.
   A secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, cumprimentou os professores como responsáveis, junto aos alunos, pelos resultados obtidos e afirmou que a iniciativa incentiva o estudo da matemática nas escolas.
   “Pela terceira vez Minas Gerais ficou em primeiro lugar nos coeficientes dos premiados com pontuação conforme a categoria e somos então tricampeões na Olimpíada de Matemática. Certamente isso indica um esforço muito grande pela qualidade do ensino, que vem sendo feito pelos municípios, pelo Estado, também pelas unidades de ensino federais e o talento dos jovens mineiros, que é o que temos que celebrar”, disse a secretária.

Prêmio CBMM
   Os alunos do ensino médio que conseguiram medalha de ouro em 2009 ou 2010 receberão o Prêmio CBMM Matemática, criado em parceria com a Secretaria de Educação, no valor de R$ 5 mil para cada vencedor. Os professores dos alunos do ensino médio que conseguiram medalhas de ouro também receberão o Prêmio CBMM de R$ 5 mil.
   “Desde que foi criado, em 2006, o prêmio CBMM de Matemática já contemplou 123 estudantes e 98 professores, todos eles das redes de escolas públicas de Minas Gerais. Concedido em parceria com a Secretaria de Educação de Minas Gerais, esse prêmio, que se propõe a estimular o estudo da matemática, é especialmente importante para nós da CBMM”, afirmou o diretor administrativo da empresa, Antônio Gilberto de Castro.
   O bom desempenho dos estudantes mineiros na Obmep já rendeu a Minas Gerais quatro primeiros lugares gerais em seis edições da competição. O Estado já conquistou 3.322 medalhas, entre ouro, prata e bronze. A Secretaria de Educação faz premiação própria para os medalhistas desde a segunda edição, em 2006.

Estudantes e professores comemoram prêmio
   Na 5ª Obmep, em 2009, Minas conquistou o maior número de medalhas: 776 das 3 mil distribuídas naquele ano. São Paulo ficou em segundo lugar, com 655 medalhas, seguido pelo Rio de Janeiro, com 319. Em 2010, os alunos mineiros venceram pela quarta vez consecutiva a Obmep, superando novamente São Paulo e Rio de Janeiro. O Estado foi o campeão de medalhas no país, com 780 estudantes premiados. Foram 113 medalhas de ouro, 231 de prata e 436 de bronze.
   Com apenas 14 anos, Daniel Leite Ribeiro, da Escola Estadual Professor Plínio Ribeiro, de Montes Claros, no Norte de Minas, coleciona duas medalhas de ouro e uma de prata na Obmep. Tímido, ele explica que o bom resultado é fruto do interesse pela matemática e da disciplina nos estudos.
   Já Renan Rigolon Coelho Pinto, 12 anos, participou em 2010 pela primeira vez da competição e garantiu uma medalha de prata. Contente com o prêmio, um netbook, Renan, que estuda na Escola Municipal Doutor Augusto Glória, de São João de Nepomuceno, na Zona da Mata, faz planos para melhorar o desempenho na edição da competição este ano.
   Medalha de ouro pela Escola Municipal Santa Tereza, Lucas Gonçalves Correa, de Chiador, também na Zona da Mata, tem 14 anos e conquistou o 6º lugar nacional e o 2º em Minas Gerais em 2009 e recebeu um netbook. “Foi uma surpresa e a recompensa é um estímulo para continuarmos nos esforçando ainda mais”, comemorou.
   O mesmo prêmio, recebeu Amanda da Silva, 16 anos, que estuda na Escola Estadual Joviano de Aguiar, de Gouveia, no Vale do Jequitinhonha. Medalha de bronze em 2009, recebeu menções de honra em 2006 e 2007 pelo desempenho. “Estou adorando participar. O computador vai me ajudar a estudar mais”, garantiu a estudante.
   A professora de Matemática da Escola Estadual Berenice Magalhães Pinto, Karmem Christine Ferreira Roque, saiu da cidade de Arcos, no Centro-Oeste do Estado, para acompanhar com orgulho o aluno Igor Fernandes, de 18 anos.  Medalha de ouro na edição da Obmep de 2009 e bronze, em 2008, Igor é exemplo para os colegas da instituição. A professora garante que a competição é saudável e proporciona motivação aos alunos. “A Obmep é democrática e todos podem participar. Essa participação ajuda no aprendizado e faz com que os estudantes se dediquem mais aos estudos”, ressalta.
   Para a professora de Matemática Marlete Rabelo Veloso, da Escola Estadual Padre Pedro Lambert, de Japaraiba, no Centro-Oeste de Minas, a Obmep incentiva o conhecimento e desperta o interesse dos alunos. Orgulhosa, ela acompanhou a aluna Raphaela Mendes Martins, de 13 anos, que faturou medalha de prata na edição de 2010.
   Durante a solenidade, os estudantes Vinícius Cipriano Klein, do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa, na Zona da Mata, e Thiago Poeiras Silva, do Colégio Tiradentes, de Belo Horizonte, receberam o Prêmio CBMM. A professora Marilda Peres Ruas, da Escola Estadual Depurado Esteves Rocha, de Montes Claros, recebeu R$ 1,5 mil em nome de todas as professoras premiadas.

 

 

O deputado Bosco com Carolina Santos Oliveira, da E.E. Pe. Anacleto, medalha de Prata; Professor Antonio Carlos Pimenta, Escola Pe. Anacleto; e Pedro Henrique da Costa Avelar, do CEFET- Araxá.

 

 

 

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia