Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Turismo da pesca é debatido em Sacramento
14/09/2011, às 13:03:42

 

   O deputado Bosco, representante do Alto Paranaíba, participou da audiência pública da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, realizada no Parque Náutico de Jaguara, em Sacramento. A reunião aconteceu nesta terça-feira, dia 13 de setembro, e teve a participação, além de Bosco, dos deputados Dalmo Ribeiro, Adelmo Carneiro Leão e Deiró Marra, além de representantes do Ministério da Pesca, da Secretaria de Estado de Turismo e autoridades daquele município.
   Bosco destacou, em seu pronunciamento, o grande potencial da região. “Nossa região é abençoada por Deus, temos um povo hospitaleiro, trabalhador e de valor. O solo é rico em reservas minerais e na produção de grãos. Precisamos despertar para esse potencial turístico, que está adormecido, aproveitando nossos rios e lagos para entretenimento e lazer. Para isso, é necessário planejamento – de maneira integrada – com responsabilidade e compromisso com as futuras gerações”,  sentenciou.

Crescimento da pesca esportiva depende de planejamento do Estado
   A implementação de parques para a pesca e mais investimentos para a pesca esportiva em Minas Gerais, foram algumas das propostas apresentadas durante a audiência que contou com a participação de uma centena de presentes. A pesca esportiva é definida pelo Decreto 221, de 1967, como a prática em que se utiliza linha de mão ou aparelho permitido por autoridade competente, desde que não configure atividade comercial. A modalidade "pesque e solte", com fins exclusivamente recreativos, também é considerada pesca esportiva, conforme o Decreto 3.551, de 1999, que regulamenta a Lei Estadual 6.167, do Pará. A audiência em Sacramento foi a terceira para discutir o assunto, que já foi tratado em Capitólio e Três Marias.
   O diretor do Parque Náutico da Jaguara, Ivan Barbosa, pediu que o Estado busque recursos federais para a pesca esportiva, para que o potencial de Minas no setor seja reconhecido e continue a gerar riquezas. "Temos que investir na pesca esportiva no Estado, para que ela não fique apenas na Amazônia ou no Pantanal", salientou.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia