Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
prefeitura_araxa
Escolas estaduais de Araxá promovem a solidariedade
20/09/2011, às 13:35:09

 


   As quartas-feiras são dias especiais para alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Estadual Armando Santos, em Araxá. Toda semana, através do projeto “Idosos Seremos um Dia”, 10 estudantes levam alegria para mais de 40 idosos de um asilo da cidade.
   Com música, desenhos, brincadeiras e muita descontração, as tardes dos idosos ganham um pouco mais de cor. As visitas acontecem no contraturno das aulas e duram em média quatros horas. O projeto é desenvolvido na escola há seis anos.
   Matteus Ribeiro Araújo participa do projeto desde o início de 2011. Para ele não há nada mais prazeroso que levar alegria para as pessoas que estão na melhor idade. “Algumas vezes eu me visto de palhaço. O projeto é muito bom, porque leva um pouco de alegria para eles”.
   Para a coordenadora do projeto, Agda Mariza Pinto, o objetivo é despertar a solidariedade. “Tiramos fotos de todas as visitas e mostramos nas salas de aula, com o intuito de incentivar os estudantes a participar do projeto. Já que eles serão idosos um dia é importante despertar neles o sentimento de respeito e valorização”.
   Matteus afirma que o projeto também possibilita a troca de experiências. “Nós temos a oportunidade de sentar e conversar com eles. Eles contam as histórias das vidas deles e a maioria delas é triste. Tenho colegas que chegam a chorar”.
   No final do ano, a escola participa de uma campanha para arrecadar donativos para o asilo. Além dos alunos, muitos pais também participam da iniciativa.
   A Escola Estadual Professor Luiz Antônio Corrêa de Oliveira também promove trabalhos sociais voluntários através do Grupo Polialegria. Cerca de 10 alunos se vestem de palhaços e fazem apresentações na própria escola, em asilos e creches da cidade, espalhando a terapia do riso.
   “O trabalho me trouxe valores maravilhosos, depois disso eu sou outra. Aprendi a ter disciplina, respeito e a aceitar as diferenças”, reflete a estudante do 3º ano do ensino médio, Laura Amâncio Rezende.
   O projeto existe há pouco mais de três anos. Segundo a coordenadora, Melina de Paulo, a ideia inicial era criar um grupo de teatro. Mas então, “professores e alunos, decidiram visitar creches e asilos tendo como inspiração o trabalho feito pelos Doutores da Alegria”.
   Para se preparar, os alunos participaram de oficinas com profissionais especializados na área para aprender um pouco mais sobre postura e linguagem corporal. As apresentações acontecem geralmente em datas comemorativas, como no Dia das Crianças e na Semana do Idoso.

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia