Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm_banner
980x150
Músico uberabense lança CD em Araxá
16/12/2011, às 09:29:50

 

   "A minha música pra vocês", este é o nome do CD que Fausto Reis lança na noite desta sexta-feira, 16/12, às 20h no Cine Teatro Brasil em Araxá. De acordo o músico este CD é “o resultado de todas as minhas paixões musicais: Compor, tocar, arranjar, e principalmente por reunir neste trabalho a nata da música instrumental brasileira um verdadeiro ‘time dos sonhos’, que a gente só vai encontrar em CDS de um Zeca Pagodinho, ou Marisa Monte ‘e olhe lá...rsrs’”, comenta bem humorado o artista.
   Fausto lembra também que ficou com este repertório engavetado por alguns anos, esperando a oportunidade chegar. Por se tratar do 1º CD “a gente sempre fica receoso de saber se é ou não a hora certa de gravar, e enfim enfrentar as dificuldades inevitáveis para quem não tem apoio da mídia, patrocínio etc. Mas decidi gravar e fui a luta. Elaborei os arranjos, e me mandei pro Rio de Janeiro R.J, fiz contatando com amigos músicos, e todos prontamente foram me atendendo na medida do possível. No final nem os donos de estúdios cariocas entendiam como consegui reunir tantas feras num só C.D”, salienta o artista.
   Fausto Reis Rocha Oliveira, nasceu em Uberaba, tem 34 anos e começou a tocar cavaquinho aos 10 anos, influenciado pelo Choro "Brasileirinho" de Waldir Azevedo. “Me lembro que ouvi, me encantei e fui atrás. Felizmente o destino facilitou demais o meu aprendizado no começo, pois mudou para perto de minha casa, uma família que tinha dois músicos (pai e filho), que tocavam Cavaquinho, Violão, Bandolim, e adoravam Choro, ali tudo começou fiz algumas aulas, ganhei um Cavaquinho dos meus pais, e fui em busca de aprendizado nas rodas de Choro em Uberaba, me matriculei no Conservatório, onde estudei por dois anos e sou autodidata”, descreve Fausto, resumindo a própria história.
   Seu grande impulso na música, aconteceu por meio da amizade que desenvolveu com o "Pernambuco do Pandeiro", falecido recentemente, e que tocou com quase todos os grandes nomes da M.P.B. e principalmente do Choro. “Pernambuco me levou até Brasília/DF, que é e sempre foi um celeiro de músicos excepcionais como o Hamilton de Holanda, o próprio Waldir Azevedo, o gênio do Cavaquinho, e tantos outros. Lá eu tive contato com todos esses feras, e fui me tornando amigo de todos, que prontamente me passaram técnicas, manhas - que existem demais no Chorinho, e no Samba”, confessa o músico.
   De lá pra cá não parou mais. Segundo ele a música é um eterno aprendizado, “a gente está sempre aprendendo, buscando novas informações, influências, etc. Toquei e gravei com grandes nomes do Choro e Samba como: Hamilton de Holanda, Armandinho, Dirceu Leite, Zé da Velha & Silvério Pontes, Carlinhos 7 Cordas, Ronaldo do Bandolim, Jorginho do Pandeiro, Mário Sève, Rogério Caetano, Deo Rian, Monarco, Demônios da Garoa, Alexandre Pires, e tantos outros...” revela.  Fausto esteve na Europa por duas vezes participando de 2º festival de Choro de Paris/França, representando o Brasil, e ao retornar ao Brasil em 2008 para participou das gravações do C.D da Pianista Maria Inês Guimarães.
   Como compositor, o músico tem composições gravadas em CDS lançados no Brasil (ChoroCultura – Uberaba/M.G; Soberana - Marie, de Niterói R.J); Gislene Vallon/Suiça; Maria Inês Guimarães - França; A história do samba de Uberlândia, e mais alguns entre outros. Além de tocar cavaquinho ele é produtor musical e arranjador em todos estes trabalhos. Dentre suas participações como produtor e arranjador um dos trabalhos que ele destaca é o DVD "Natureza em Sinfonia", que se encontra em 17 países.
   Fausto é professor de Cavaquinho no Conservatório Estadual de Música Renato Frateschi em Uberaba, onde também idealizou e coordena atualmente o projeto "Choro de Aprendiz", onde ensina os alunos de todas as faixas etárias, a conhecerem a fundo o "Choro". Para 2012, ele se prepara para começar a fazer já em janeiro os arranjos e a produção do CD "Nossa gente do samba", com os compositores uberabenses de samba, além de mais três CDs que produzirá no Rio de Janeiro com intérpretes de lá.
   “Meu grande sonho é fundar em Uberaba, um Clube do "Samba-Choro", para que possamos ter nosso próprio espaço para mostrar e divulgar esses gêneros, pois temos um público fiel, mas que não tem um espaço adequado para curtir esse tipo de som. As pessoas me cobram demais, onde estou tocando, etc. Por isso quero eu mesmo criar este espaço para compartilhar esta grande paixão com o público”, finaliza Fausto Reis.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia