museu
Museu Dona Beja. Foto: Celso Flávio
Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Extreme E: uma odisseia por locais remotos do planeta está prestes a começar
03/03/2021, às 18:28:42
 

 A competição com SUVs elétricos que vai percorrer Senegal, Arábia Saudita, Patagônia argentina, Groenlândia e Amazônia brasileira (Pará) para chamar atenção às mudanças climáticas estreia em 3 de abril próximo. Parceira fundadora da Extreme E, a (CBMM, sediada em Araxá (MG) aparece no projeto com a sua marca exclusiva de produto e tecnologia - a Niobium.  A contagem regressiva já aguça adrenalina nos que acompanham as competições off-road pelo mundo. Faltam 30 dias para o início da competição de SUVs elétricos que terá circuitos em locais remotos do planeta, onde pilotos enfrentarão condições extremas como deserto, gelo e floresta tropical. Com estreia em 2021, a Extreme E foi idealizada para conscientizar sobre a necessidade de todos se envolverem em ações que reduzam os impactos ambientais em nosso planeta, num momento em que as discussões ambientais estão aquecidas por conta das mudanças de comportamento decorrentes da pandemia da Covid-19. Além de chamar atenção a esses ecossistemas e comunidades, a série vai deixar um legado viabilizando formas sustentáveis de produção de energia conforme as diversas realidades dos locais das provas. 

Extreme E 2 (2)

Pesquisa - Pautada em inovação, a saga vai contar com um grande laboratório projetado no navio Santa Helena para estudos das tecnologias dos veículos e das questões ambientais de cada região, além de acoplar e transportar o paddock de carros, oficinas a equipes. Toda a infraestrutura envolvida no projeto segue tecnologias sustentáveis para adaptar o navio que, durante anos, foi o único meio de transporte entre a Europa e a histórica ilha de mesmo nome, exílio e local de morte de Napoleão Bonaparte no Século XVIIII.  A companhia leva a tecnologia do nióbio para os materiais de alta resistência aplicados, por exemplo no chassi do Odyssey 21 - carro desenvolvido para a competição -, deixando a sua estrutura mais leve e resistente, o que resulta ainda em economia de energia. “Com nossa expertise em transformar materiais com o uso da tecnologia do nióbio e de sua sinergia com o grafeno, estamos apoiando a série não somente na fabricação dos SUVs elétricos, como também na logística, por meio de containers mais leves e sustentáveis. Além disso, toda nossa expertise em projetos de preservação da fauna e flora do cerrado se tornou um grande aliado para o maravilhoso programa de legado da XE”, afirma o head de Marketing e Comunicação da CBMM, empresa co-fundadora da Extreme E por meio de sua marca global Niobium, Giuliano Fernandes.  O SUV foi desenvolvido com materiais de alta resistência aplicados com Nióbio, o que permite estruturas mais leves gerando economia de energia e melhora no custo operacional dos componentes. Batizado de Odyssey 21, o carro foi desenhado do zero pela francesa Spark em parceria com a Williams, icônica empresa inglesa ligada às corridas, para enfrentar as diferentes e extremas condições das provas.  A Extreme E já conta com participação de grandes nomes das mais diversas competições off-road e de velocidade. O veículo foi testado no Rally Dakar com o americano Ken Block ao volante. Já a prova completou o seu primeiro teste de grupo em dezembro de 2020, no MotorLand Aragón, Espanha, com participações das lendas do rally, Sébastien Loeb e Carlos Sainz; os campeões mundiais de Rallycross, Johan Kristoffersson, Timmy Hansen e Mattias Ekström; as estrelas do Rally Dakar, Cristina Gutiérrez e Laia Sanz; o campeão da Série W, Jamie Chadwick, e a campeã australiana de Rally, Molly Taylor. Dentre as equipes confirmadas, três são comandadas por campeões mundiais da Fórmula 1: Rosberg Xtreme Racing (RXR), de Nico Rosberg; X44, liderada por Lewis Hamilton, e JBXE Racing, de Jenson Button.  Acompanhe cada detalhe da saga nas redes sociais (Instagram, Twitter, Tik Tok, Facebook e YouTube): @extremeelive www.extreme-e.com

Extreme E 2

Calendário da 1ª temporada
- Desert X Prix: AlUla, Arábia Saudita | 03-04 de abril de 2021
- Ocean X Prix: Lac Rose, Senegal | 29-30 de maio de 2021
- Arctic X Prix: Kangerlussuaq, Groenlândia | 28-29 de agosto de 2021
- Amazon X Prix: Pará, Brasil | 23 a 24 de outubro de 2021
- Glacier X Prix: Patagônia, Argentina | 11-12 de dezembro de 2021

cbni

Sobre Extreme E - A Extreme E é uma nova série de corrida radical, com SUVs elétricos competindo em ambientes extremos que já foram danificados ou afetados por questões climáticas e ambientais ao redor do mundo. A viagem global de cinco corridas destaca o impacto das mudanças climáticas e da interferência humana em alguns dos locais mais remotos do mundo e promove a adoção de veículos elétricos na busca por um futuro de baixo carbono para o planeta. Para minimizar o impacto local, as corridas da Extreme E não serão abertas aos espectadores, com os fãs sendo convidados a acompanhar a ação por meio de transmissão de TV ao vivo e nas redes sociais.  O St. Helena, um antigo navio de carga de passageiros, passou por uma reforma multimilionária para minimizar as emissões e transformá-lo no centro de operações do Extreme E. O navio será usado para transportar a carga e a infraestrutura do campeonato, incluindo veículos, até o porto mais próximo, minimizando a pegada da Extreme E, além de ser usado para promover a pesquisa científica por meio de seu laboratório de bordo. A Extreme E também é pioneira na tecnologia de célula de combustível de hidrogênio, que permitirá que sua frota de corrida seja carregada com energia de emissão zero. Essa solução inovadora da AFC Energy usa a água e o sol para gerar energia de hidrogênio. O processo não só não gerará emissões de efeito estufa, como o seu único subproduto será a água a ser utilizada no local.

LEIA MAIS
>> Globo assina contrato para exibição da Extreme E
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia