Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Prefeitura quer destinar mais de R$ 1 milhão em subvenções
18/05/2011, às 06:58:28

   A Câmara Municipal de Araxá recebeu na reunião ordinária desta terça-feira, 17, dez projetos de lei do Poder Executivo que visam celebração de convênio entre o município e entidades assistenciais. Ao todo, devem ser contempladas dez instituições com subvenções que somadas ultrapassam R$ 1 milhão.
   Entre os beneficiados estão o Conselho de Participação e Integração da Comunidade Afro Brasileira (Coafro) com um repasse de R$ 15 mil, a Fundação de Desenvolvimento para o Turismo de Araxá e Região (Convention & Vistors Bureau) com R$ 17, 5 mil, a Associação dos Devotos de São Cristóvão (Adesc) com R$ 260 mil, a Associação dos Funcionários e Alunos da Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo com R$ 139,5 mil, a Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Araxá com R$ 317,9 mil, a Associação do Circuito Turístico da Canastra com R$ 9 mil, a Reserva Ecocerrado do Brasil com R$ 25 mil, o Recanto do Idoso de São Vicente de Paula com R$ 70 mil, a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais de Araxá (Apae) com R$ 105 mil e a Associação de Assistência ao Deficiente de Araxá (Fada) com R$ 60 mil.
   De acordo com a vereadora Lídia Maria de Oliveira Jordão Rocha da Cunha (PP), a chegada dos projetos à Casa Legislativa é uma maneira de minimizar o impacto do projeto de lei nº 068/11 que autoriza o repasse de R$ 700 mil para o pagamento das despesas do filme “Vazio Coração” que terá cenas gravadas em Araxá. “São repasses que não atendem a demanda das instituições, nem tão pouco a demanda da sociedade, haja vista que alguns valores são bem insignificantes em relação ao que se pretende”, diz.
   Já o vereador Alexandre Carneiro de Paula (PR) defendeu que a destinação de recursos às instituições já estava sendo estudada pelo Executivo e a entrada dos projetos na Casa não tem relação com a tramitação do projeto que prevê repasse à gravação do filme. “Era uma coisa que vinha sendo cobrada, apenas faltavam alguns documentos, são assuntos separados”, afirma.


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia