Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
PM prende autora do homicídio no Max Neumann 
30/04/2021, às 10:33:37
A Polícia Militar (PM) de Araxá prendeu uma autora, de 34 anos, por homicídio cometido por motivo fútil durante uma discussão entre pessoas que faziam uso de bebida alcoólica, por volta das 16h, de quinta-feira, 29, um dia depois do crime.  Em continuidade às diligências ininterruptas para a prisão da suspeita de ter cometido o homicídio no bairro Max Neumann, a PM desencadeou a operação Batida Policial e levantou que a suspeita estaria em uma região de ranchos no distrito da Antinha, zona rural de Araxá. A Polícia Militar montou um cerco nas proximidades do local e a autora foi localizada em um rancho, onde reside o seu pai. Ao perceber a presença policial, a autora tentou evadir-se, porém foi contida e presa. Ela relatou toda a autoria dos fatos, porém disse que desconhecia a gravidade da lesão e o óbito da vítima. Na casa da autora, os policiais localizaram uma blusa branca e preta com manchas de sangue que provavelmente estaria usando na hora dos fatos. Diante do exposto, a autora foi presa em flagrante delito e conduzida para a 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Araxá.



O crime - O homicídio foi registrado pela PM por volta das 23h de quarta-feira, 28, no bairro Max Neumann. Uma testemunha, de 47 anos, acionou a PM e disse que se encontrava no interior de sua residência, onde havia ocorrido um homicídio. No local do fato, a solicitante relatou que estava em casa junto com o seu irmão de criação e de uma mulher fazendo uso de bebida alcoólica, quando começaram a discutir por um longo tempo por motivo fútil. Segundo ela, posteriormente foi dormir e deixou os dois se desentendendo, mas acordou pouco tempo depois com a autora bastante nervosa. A testemunha disse que tentou separar a briga, porém não conseguiu evitar que a autora desferisse uma facada em seu irmão e lhe ferisse com um golpe com uma barra de ferro, causando-lhe um ferimento profundo em seu supercílio e evadindo-se em seguida. A guarnição do Corpo de Bombeiros compareceu ao local e realizou os seus trabalhos de praxe, constatando o óbito. A testemunha apresentava embriaguez  alcoólica e foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento Municipal UPA), com um corte profundo no supercílio, ficando sob observação médica. A Perícia Técnica da Polícia Civil compareceu ao local e recolheu a arma branca e a barra de ferro utilizada pela autora.




banner-clarim


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia