Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Câmara decide pela continuidade da CP contra vereador Zidane
07/05/2021, às 08:51:13
cama

O prosseguimento da Comissão Processante (CP) aberta para apurar quebra de decoro parlamentar por parte do vereador Dr. Zidane foi aprovado pela Câmara Municipal por 11 votos a 4, em reunião extraordinária realizada nesta quinta-feira, 6. A decisão contraria o parecer da comissão especial formada por quatro vereadores para analisar o recebimento ou não da denúncia e que foi pelo seu arquivamento. Os integrantes da CP foram definidos em sorteio realizado pela Câmara Municipal no último dia 20 de abril, após a apresentação da denúncia contra Zidane por quebra de decoro parlamentar pelos vereadores Raphael Rios (Cidadania) e Leni Nobre (PT). Na reunião seguinte e também por sorteio foram definidos como presidente da CP, vereador Dirley da Escolinha, relator Luiz Carlos Bittencourt, membro pastor Moacir e suplente Alexandre Irmãos Paula. Dirley informou sobre reunião com o corpo jurídico da Câmara para a estruturação dos trabalhos na quarta-feira, 28. Desde a última semana, a CP ouviu os denunciantes e a defesa do vereador Dr. Zidane e apresentou um relatório pelo seu arquivamento assinado pelos quatro membros. O principal argumento é o de que o vereador é acusado pela Justiça Eleitoral por fatos ocorridos antes da sua diplomação e, portanto, não se pode argumentar que houve quebra de decoro parlamentar. 



Conforme o relatório, o julgamento dos crimes apontados na denúncia cabe à Justiça Eleitoral e não houve quebra de decoro parlamentar porque o vereador ainda não tinha sido diplomado e empossado. Porém, esse não foi o entendimento da grande maioria do plenário que votou pelo prosseguimento da Comissão Processante, sendo os onze votos favoráveis dos dois suplentes de Raphael e Leni impedidos de votar por serem os denunciantes e de Zidane o denunciado, respectivamente Danilo Borges, Onilda Soares e Ricardo Alexandre (Kaká), além da presidente em exercício, Fernanda Castelha, Evaldo do Ferrocarril, Bosco Jr., João Veras, Maristela Dutra, Valtinho da Farmácia, Wagner Cruz e Wellington da Bit. Em seguida, por terem votado pelo arquivamento da denúncia, os quatro membros da CP pediram o seu impedimento e substituição, Dirley, Luiz Carlos, pastor Moacir e Alexandre. Fernanda que presidia a reunião disse que esses impedimentos serão analisados na próxima reunião ordinária da Câmara Municipal que acontece na terça-feira, 11.



banner-clarim
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia