Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Pele também precisa de cuidados no período chuvoso
05/11/2021, às 13:47:56
unimed
“Mesmo para tomar chuva temos que estar de filtro solar”, orienta a Dra. Gisele Basso Esteves Pires

Oficialmente o verão só começa no dia 21 de dezembro, mas se você quer chegar à estação com a pele saudável e preparada para os dias mais quentes já deve começar a se preocupar agora. Segundo a dermatologista da Unimed Araxá, Gisele Basso Esteves Pires, o verão tropical tem muitas chuvas e isso demanda cuidados com a pele que vão muito além do protetor solar. “Ainda vemos pessoas que têm a falsa impressão de que o sol queima menos quando o tempo está chuvoso e acabam sofrendo com a famosa ´insolação`. As nuvens filtram somente a radiação visível do sol e ela não é responsável nem pela queimadura solar, nem pelo câncer de pele e nem pelo fotoenvelhecimento, ou seja, mesmo para tomar chuva temos que estar de filtro solar”, explica. A médica ressalta ainda que, com o clima úmido, é muito frequente o surgimento da acne solar que acontece pela mistura da oleosidade da pele (que nessa época está aumentada), do suor, do filtro solar inadequado ao seu tipo de pele, do clima e ainda da própria radiação solar. “É importante, então, escolher produtos de textura leve e lavar o rosto ao menos duas vezes ao dia. Além disso, roupas e sapatos leves e arejados e secar bem os pés após o banho, também podem evitar frieiras e micoses, muito comuns também em nossos verões”, ensina.

Câncer de pele e o bronzeado
O câncer de pele é o mais comum entre homens e mulheres. Ele representa quase 30% de todos os tipos da doença. O Instituto Nacional de Câncer José de Alencar Gomes da Silva (Inca) estima 185.380 novos casos de câncer de pele melanoma e não melanoma por ano. No próximo mês a Sociedade Brasileira de Dermatologia reinicia a campanha do “Dezembro Laranja”, para conscientização da população sobre os perigos desta doença. “Nossa maior arma para prevenção é evitar as exposições solares excessivas e, infelizmente, com isso, deixar de lado aquele tão sonhado bronzeado natural”, ressalta. Para quem não abre mão, a alternativa é buscar autobronzeadores que, na verdade, são pigmentos que colorem a camada córnea, a mais superficial da pele. “Eles têm curta duração e são seguros, mas precisam de uma certa prática porque podem manchar”, explica.



Protetor solar 
Em um país como o nosso, com índices sempre muito altos de radiação ultravioleta durante todo o ano, o protetor solar deve ser um hábito diário. “Para o nosso dia a dia, aplicar em toda a pele exposta pela manhã e reaplicar após o almoço, sempre buscando fórmulas com FPS acima de 30 e proteção UVA, medida pelo PPD. Nas exposições solares, não devemos esquecer que o protetor solar leva meia hora para começar a fazer efeito e que ele perde sua eficácia entre uma e uma hora e meia e em situações de sudorese intensa ou banhos de mar ou piscina”, lembra Dra. Gisele. Crianças devem usar filtros solares a partir dos seis meses de idade e, até os seis anos, devem usar as fórmulas infantis, que são mais seguras para essa faixa etária. “Chapéus são outra coisa a se lembrar. Eles não servem só para enfeitar. O couro cabeludo é a região do nosso corpo mais exposta ao sol. Muitas pessoas sofrem com algum grau de queda de cabelos e a diminuição dos fios deixa a pele dessa região com maior possibilidade de dano solar, que muitas vezes passa desapercebido e faz o câncer de pele dessa região ter, em geral, um diagnóstico mais tardio. É importante, então, usarmos chapéus de trama fechada, de preferência com filtro solar e abandonarmos as viseiras, que exceto para pessoas com muito cabelo mesmo, não dão proteção adequada”, lembra. Por último a médica orienta atenção com a alimentação. “Alimentos ricos em carotenóides, como cenoura, abóbora, mamão, maçã e beterraba têm ação oxidante e podem diminuir o dano solar, portanto devem fazer parte da nossa mesa nesses meses mais quentes”, finaliza.
 
Unimed Araxá
A Unimed Araxá atua na região há 32 anos. Tem atualmente 200 médicos cooperados das mais diversas especialidades, com aproximadamente 25 mil clientes, 650 empresas contratantes nas cidades de Araxá, Ibiá, Campos Altos, Perdizes, Pedrinópolis, Tapira e Pratinha, além de atender cerca de 15 mil beneficiários de intercâmbio.  Desde 2017 a Unimed Araxá tem seu hospital próprio, que conta com o que há de mais moderno e eficiente na área e que também integra um Centro de Diagnóstico por Imagens e um moderno laboratório de análises clínicas. Mais recentemente inaugurou sua Clínica Multidisciplinar que tem atendimento exclusivo de profissionais como psicólogos, nutricionistas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos. Junto ao prédio central, oferece ainda equipe integrada e programas de saúde voltados à melhoria de qualidade de vida, promoção da saúde e prevenção de doenças no Espaço Viver Bem. A rede credenciada de serviços é composta ainda por seis hospitais, 15 laboratórios, 33 clínicas, além de aproximadamente 300 colaboradores de forma direta.

cbmm6
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia