Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
Rede de Vizinhos Protegidos continua a ser realizada
24/02/2012, às 07:51:12

 

   Para dar sequência ao projeto Rede de Vizinhos Protegidos, a Polícia Militar (PM) realizou mais uma reunião, a primeira de 2012, no último dia 8, às 19h, no Centro Social Urbano (CSU). O encontro da rede contou com a participação do presidente da Associação dos Moradores do Bairro São Domingos, José Waldez, do 2º tenente PM, Paulo Roberto Arduini que é o coordenador da Rede de Vizinhos Protegidos na cidade, do aspirante PM, Marcos Rodrigues dos Santos, estagiário da 183ª Cia. PM, além de vários representantes e moradores da comunidade local.
   Arduini destaca que nos bairros São Domingos e Boa Vista a rede já está consolidada há vários anos, onde a população se mostra cada vez mais imbuída pelas causas sociais, em especial a segurança pública. De acordo com as estatísticas que foram apresentadas à comunidade durante a reunião, nos bairros Boa Vista e São Domingos houve um aumento no número de operações policiais desencadeadas, com consequente redução dos índices criminais no período compreendido entre o primeiro e o segundo semestres de 2011.
   No bairro Boa Vista, as infrações contra o patrimônio apontaram uma redução de 43,18% e as contra a pessoa de 14,28%. O número de operações policiais aumentou consideravelmente em 2011, quando foram desencadeadas 213 “batidas policiais”. “Não obstante a esse número, passamos a trabalhar as operações com foco nos problemas apresentados, além de priorizarmos locais, dias e horários de maior incidência criminal”, aponta o coordenador.
   Segundo ele, a comunidade do bairro Boa Vista está satisfeita com as ações adotadas pela rede e acredita estar no caminho certo. Uma caixa de sugestões foi deixada junto aos participantes da reunião para depositarem as suas informações, anseios e opiniões.
   Já no bairro São Domingos, as infrações contra o patrimônio registraram uma redução de 94,81% e as contra a pessoa de 16,27%. Arduini reforça a necessidade da interação entre a polícia e a sociedade, no sentido de trabalharem juntas na identificação e resolução de problemas locais. Ele concita todos para que se empenhem num trabalho efetivo e qualitativo. Segundo ele, os objetivos pretendidos com a criação das redes de proteção transcendem os que estão relacionados diretamente com a segurança pública, focando também a organização da comunidade para buscar melhores condições e qualidade de vida.

 



Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia