Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Hospital Unimed Araxá está há um mês sem pacientes internados com Covid-19
24/11/2021, às 15:18:05
covid
Mudança no perfil de atendimentos possibilita reestruturação e novos projetos

O Hospital Unimed Araxá já está há mais de um mês sem nenhum paciente internado com COVID-19. As últimas internações em função dessa doença ocorreram no início do mês de outubro.  “O momento é de alívio para toda a equipe do Hospital Unimed e de reiniciar projetos que tivemos de deixar de lado em função da COVID-19”, diz o diretor do hospital, Luiz Felipe Daher. O médico intensivista explica que a redução das internações possibilitou uma reestruturação nos atendimentos. “Neste momento temos um hospital completamente diferente do que vimos há seis meses. Voltamos a fazer cirurgias eletivas no ritmo normal e a atender as causas usuais de internação como infecções bacterianas, descompensações de doenças crônicas, eventos cardiovasculares, entre outras”, ressalta. O diretor do Hospital Unimed Araxá associa a queda no número de internações com o avanço da imunização. Hoje 87% da população adulta da cidade já recebeu a segunda dose da vacina e os índices de vacinação entre os adolescentes também são altos. “Esse enorme impacto que vivenciamos no perfil de internações é indubitavelmente devido ao avanço da imunização e, felizmente, já estamos, segundo os dados da Prefeitura, com mais de 70 mil araxaenses completamente vacinados”, lembra.



Momentos difíceis 
A realidade agora é muito diferente da que se viu no início do ano. “Chegamos nos meses de março e abril deste ano a ter 100% de ocupação das vagas de UTI por pacientes com COVID-19, inclusive com necessidade de criação emergencial de leitos adicionais de terapia intensiva. Além disso, tivemos dificuldade (como em todo o Brasil) com a compra de medicamentos e equipamentos médicos e foi necessário importar insumos que não encontramos no mercado brasileiro”, recorda  Luiz Felipe.  A alta demanda por atendimentos relacionados à Covid-19 também foi extremamente desgastante para toda a equipe de assistência à saúde: enfermeiras (os), técnicas(os) de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogas(os), médicas(os) e nutricionistas. “Ao cansaço físico dos plantões seguidos somou-se o estafamento mental, pois a COVID-19 é uma doença com características diferentes das que estamos acostumados no ambiente de terapia intensiva, ocasionalmente levando famílias inteiras à UTI e com alta mortalidade de pacientes que necessitaram de ventilação mecânica, inclusive entre jovens”, explica. 

O alerta do médico é de que, mesmo com a situação bem mais tranquila agora, todos os cuidados devem ser mantidos. “A pandemia não acabou (como vemos em outros países que têm apresentado aumento no número de casos) e não podemos deixar de tomar as precauções de contágio - especificamente o uso das máscaras, álcool em gel e lavagem das mãos. Esperamos nunca mais vivenciar o que passamos no início deste ano, mas o Hospital Unimed está preparado para enfrentar mais uma onda, caso ela venha. Desta vez, felizmente, com uma infraestrutura mais robusta, devido aos investimentos realizados em infraestrutura e material e com maior conhecimento de como enfrentar essa doença”, diz.

cbmm_bc
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia