Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cabmm
banner_pma_araxa
Coluna Radar | Ana Paula Machado
01/02/2022, às 09:10:09
araxa_minas_gerais
Urge

Se for para cumprir o Estatuto da Cidade, dentro do preconizado para que Araxá cresça ordenadamente com qualidade de vida, urge o tempo para a revisão do Plano Diretor Estratégico (PDE) que começou com a licitação da empresa para coordenar o trabalho em meados do ano passado. Não dá para evoluir com ações isoladas de cada pasta, sem que estejam integradas e baseadas no PDE. 

Por sua vez, o plano precisa ser elaborado com a participação de todos os segmentos da sociedade de forma que predominem os interesses coletivos como ambientais, de preservação do patrimônio público, de uso e ocupação do solo sobre qualquer um. 

Principalmente, os especulativos que com suporte político e não técnico de fato mudam as leis que determinam a expansão da cidade e empurram ou geram mais problemas para frente. É só ver hoje, empreendimentos autorizados pela administração municipal em todas as regiões do município e zona rural que causam problemas sem ser vistos e devidamente fiscalizados.

Abrangência social

 A Prefeitura de Araxá através do Fundo Municipal de Assistência Social fez um repasse de quase R$ 2 milhões para a execução de onze projetos sociais que visam o público da faixa etária de 18 a 59 anos, não acobertado pelos fundos da Criança e do Adolescente e do Idoso. 

Existia um vácuo assistencial quanto a essas pessoas que agora está sendo preenchido e são as que compõem o público economicamente ativo. Pela primeira vez, um diagnóstico sobre a situação social em Araxá antecedeu as ações financiadas pelos fundos municipais, como os da Criança e Adolescente e do Idoso que receberam R$ 5 milhões cada um advindos da CBMM através da lei de isenção fiscal para contemplar os projetos escolhidos pelos respectivos conselhos. 

Agora o público não assistido recebe projetos como o Jovem Produtor da Secretaria Municipal de Ação Social (R$ 629 mil) que está com inscrições abertas e o Feito por Ela do Centro de Atendimento Múltiplo dos Talentos de Araxá (Camta/R$ 264 mil). 



Salto

 Apesar de todas as dificuldades como a falta de união política em Araxá, o que traz insegurança na captação de investimentos, a MC Cain começa a contratar pessoal para dar início a sua produção de batatas pré-fritas. 

A empresa investe R$ 100 milhões no município para a geração de 600 empregos e também contribui para elevar o seu Valor Agregado Fiscal (VAF) aumentando a arrecadação de ICMS. Quiçá em próximo horizonte, a fábrica de aviões da Desaer também esteja instalada, concretizando o investimento previsto de R$ 70 milhões em Araxá. 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovação, Juliano Cesar da Silva, inicia o ano com mais projetos em vista como a implantação da usina fotovoltaica, dentre outros de energia renovável, tecnologia e agronegócio que somam cerca de R$ 800 milhões, com a geração de 2 mil novos empregos numa perspectiva para os próximos cinco anos.

No Legislativo

O primeiro ano do Poder Legislativo municipal eleito para a gestão 2021/2024 não apresentou significativas mudanças que sinalizem um novo tempo político na Casa, mesmo com a renovação de 10 dos 15 vereadores, ou seja, dois terços, maioria absoluta. 

A Câmara continua corporativista de olho no voto e não na necessidade de corresponder de fato aos anseios da população, em que pese a qualidade individual de cada vereador. A questão é que sob a visão popular a avaliação é do conjunto que ainda não está integrado como um todo e o clima tende a arrefecer-se porque é ano eleitoral. Se em 2021 foi difícil, com falsos sorrisos e tapinhas nas costas entre eles, mas bobas disputas sobre o apadrinhamento das mesmas ações, quem pediu e fez o quê, agora então as perspectivas são de novas dissensões com os posicionamentos eleitorais. 

A não ser que um raio caia na Casa e haja uma reviravolta na sua condução, com metas conjuntas dos vereadores que atendam aos anseios da população em primeiro lugar e não os do Poder Executivo como sempre acontece com a maioria.


cb
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia