Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
CBMM cresce 64% com diversificação dos negócios
04/03/2022, às 12:49:07
A CBMM em busca de um crescimento acelerado, pautado em novas aplicações na siderurgia e na diversificação de seus mercados de atuação, registrou 64% de crescimento na receita líquida em 2021. Para suportar os planos de crescimento, a companhia concluiu o maior ciclo de investimento em planta industrial de sua história para a expansão da sua unidade em Araxá (MG).  Para 2022, a companhia amplia aportes em programa de tecnologia e avalia investimentos em startups para acelerar o desenvolvimento das aplicabilidades do Nióbio e ampliar mercado

Em linha com as megatendências globais de eletrificação, urbanização, sustentabilidade e transformação digital, a CBMM reforça seus planos para um crescimento acelerado pautado em novas aplicações na siderurgia e na diversificação de seus mercados de atuação. Para isso, em 2021 investiu ainda mais na estratégia direcionada a novos negócios, buscando acelerar a entrada de tecnologias aplicadas de Nióbio no mercado global, especialmente no segmento de baterias. 

cbmm_araxa
Para a expansão do seu complexo industrial concluída em 2021, foram investidos R$ 3 bilhões somente na última fase de ampliação - Foto: Divulgação

Para a expansão do seu complexo industrial concluída em 2021, foram investidos R$ 3 bilhões somente na última fase de ampliação, elevando a capacidade produtiva de 100 mil para 150 mil toneladas de produtos de Nióbio, nível superior à atual demanda do mercado mundial. A ampliação está em linha com a estratégia da companhia de sempre antecipar suas jornadas de crescimento de demanda através da tecnologia e inovação para a geração de valor para a sociedade. Esse crescimento pautado pela diversificação reflete-se em resultados positivos também para Minas Gerais. 


Em 2021, a CBMM contribuiu com o recolhimento de mais de R$ 4 bilhões para os cofres públicos. Esses valores se dividem em parcelas principalmente relacionadas à cadeia de impostos arrecadados em razão da comercialização somente de produtos de Nióbio já acabados e contribuições, além da parcela de R$ 1,5 bilhão destinada à Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig), conforme previsto em contrato vigente entre as partes.

Dentro da estratégia de acelerar crescimento via novos negócios, apenas no ano passado a empresa investiu em duas startups - na inglesa Echion e na norte-americana Battery Streak. Os investimentos visam acelerar novos desenvolvimentos em materiais para baterias de íons de lítio. Em 2021, o volume de vendas de produtos de Nióbio para aplicação em baterias somou 50 toneladas e para 2022 a previsão é que este número alcance 500. Os aportes no Programa de Tecnologia também seguiram uma curva ascendente e totalizaram R$ 195 milhões em 2021, um crescimento de mais de 38% em relação a 2020. Desse montante, R$ 60 milhões foram destinados ao programa de baterias. 

cbmm_araxa_2
Em 2021, a CBMM contribuiu com o recolhimento de mais de R$ 4 bilhões para os cofres públicos - Foto: Jaime Oide

O restante foi concentrado em programas também relevantes, como o de aços avançados para projetos de infraestrutura e mobilidade mais sustentáveis, além de novas aplicações nos setores de energia e eletroeletrônico. Para 2022, a expectativa é que os investimentos em pesquisa, desenvolvimento e novas tecnologias avancem mais de 40% chegando a R$ 278 milhões. A combinação entre os investimentos robustos realizados pela CBMM e a retomada da economia global após a pandemia de Covid-19, especialmente dos setores siderúrgico e aeronáutico, refletiu-se em um aumento de 64% na receita líquida da Companhia em 2021 no comparativo com 2020 que somou R$11,4 bilhões. Já o lucro líquido foi de R$ 4,5 bilhões, número 78% superior ao registrado no ano passado.

Já com relação ao EBITDA, a CBMM alcançou a marca de R$ 7,6 bilhões, um incremento de 47% frente ao ano anterior. Esse resultado é reflexo da disciplina operacional, além do aumento da receita de vendas especialmente na Ásia (excluindo a China) que apresentou crescimento de 40% e na Europa que contou com volume de vendas 20% superior ao registrado em 2020. O volume de vendas total de produtos de Nióbio teve aumento de 17%, totalizando 85 mil toneladas, crescimento em linha com o mercado que somou 110 mil em 2021 ante 95 mil em 2020.

A China manteve-se como principal mercado da CBMM, com 40% do volume de vendas, seguida dos demais países asiáticos como Japão, Coreia do Sul e Índia que representaram uma fatia de 22%. A Europa absorveu 19% das vendas da empresa, enquanto as Américas, principalmente EUA e Brasil, somaram 14%. Outras regiões como o Oriente Médio e a África representaram os 5% restantes.

Para os próximos anos, as perspectivas da empresa são otimistas. Sempre à frente do mercado, a CBMM pretende dobrar seu volume de vendas de 2021 até 2030, alcançando 185 mil toneladas de produtos de Nióbio. Além disso, nos próximos nove anos, a empresa prevê que 40% de sua receita seja representada por produtos fora da siderurgia. Atualmente, esses produtos representam 10% da receita da companhia.

 


unicred


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia