Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm_1
prefeitura_araxa
Operações conjuntas combatem organizações criminosas investigadas por homicídios, lavagem e exploração de jogos de azar
06/10/2022, às 07:40:15
pcmg

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia e da 08ª Promotoria de Justiça da comarca, a Polícia Civil, a Polícia Militar de Minas Gerais e a Superintendência da Receita Estadual de Uberlândia realizaram, nesta quarta-feira, 5 de outubro, duas operações conjuntas voltadas à apuração e repressão qualificada a organizações criminosas envolvidas com a prática de crimes graves na região, como homicídios e lavagem de dinheiro. A “Operação Seth” se destina a apurar e responsabilizar um duplo homicídio qualificado (um consumado e um tentado) ocorrido na cidade de Araguari, em 20 de abril de 2021. Já a “Operação Lavanderia dos Sonhos” investiga organização criminosa voltada a prática de infrações penais, como exploração de jogos de azar e do bicho na cidade de Uberlândia e lavagem de dinheiro do produto das atividades ilícitas.  

As ações estão sendo executadas nas cidades mineiras de Uberlândia, Araguari, Monte Alegre de Minas, Tupaciguara e Prata e contam com a participação de seis promotores de Justiça, 32 delegados de Polícia Civil, 120 policiais civis, 130 policiais militares, 10 auditores da Receita Estadual e seis servidores e colaboradores do MPMG., além do apoio das regionais do Gaeco de Uberaba e de Patos de Minas. Ao todo, estão sendo cumpridos hoje 78 mandados judiciais expedidos nas comarcas de Uberlândia e de Araguari, incluindo mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, além de mandados judiciais de indisponibilidade de bens dos investigados e o sequestro de 12 veículos. 

Operação Seth 
O objetivo é apurar e responsabilizar o duplo homicídio qualificado ocorrido em Araguari, ocasião em que uma das vítimas foi alvejada por disparos de arma de fogo e veio a óbito, enquanto a outra vítima, seu genitor, também alvejado, sobreviveu, apesar da brutal ação dos criminosos. Conforme apurado, um dos ofendidos encontrava-se no interior de um estabelecimento comercial situado na cidade quando foi alvo da ação criminosa, oportunidade em que também fora ofendido seu genitor, proprietário do mercado. 



Segundo o MPMG, os crimes foram cometidos de forma bárbara, praticados sem qualquer condição de defesa ou reação por parte das vítimas, sendo, ainda, a motivação torpe (art. 121, § 2º, incisos I e IV, por 2 vezes, sendo um consumado e um tentado), uma vez que, conforme apurado, os crimes foram cometidos em razão de disputa por pontos de exploração de jogos de azar e do bicho entre duas associações criminosas. A ação cumpriu 18 mandados de busca e apreensão nas cidades de Uberlândia, Araguari, Tupaciguara e Prata, sendo que as investigações persistem. Durante as buscas, apenas em um dos endereços foram apreendidos um caminhão completamente carregado com cigarros contrabandeados, assim como mais uma carga inteira de cigarros contrabandeados em um depósito, material encaminhado à Delegacia da Polícia Federal em Uberlândia. 

Lavanderia dos sonhos 
A operação conjunta resulta de investigação conduzida ao longo de mais de um ano, a qual resultou na identificação de uma estruturada organização criminosa voltada a prática de infrações penais, dentre as quais a exploração de jogos de azar e do bicho na cidade de Uberlândia, assim como lavagem de dinheiro do produto das atividades ilícitas. Apurou-se que o bando criminoso se utilizava de inúmeros imóveis para a exploração do jogo de azar e do bicho, assim como com vários escritórios para a contabilidade do produto da infração, possuindo uma rede de comparsas que integravam o grupo, com funções bem definidas. 

Além disso, como forma de garantir o sucesso e o enriquecimento ilícito dos líderes, segundo apurado, os investigados criaram um esquema estruturado de lavagem de dinheiro, como forma de ocultar e dissimular a origem ilícita dos recursos financeiros. Na ação, foram presas 12 pessoas preventivamente, bem como cumpridos 48 mandados de busca e apreensão nas cidades de Uberlândia e Monte Alegre de Minas. Foram apreendidos 12 veículos e cumprida a decisão judicial de indisponibilidade de bens dos líderes da organização criminosa, como forma de garantir o futuro ressarcimento integral dos cofres públicos. 


emprol
cbmm_1


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia