Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
EDITORIAL - O funil
18/05/2012, às 07:33:32

 

   Na medida em que se aproxima o fim do prazo para a definição das candidaturas em convenção partidária (30 de junho), aumenta a expectativa do eleitor principalmente quanto à disputa majoritária, ou seja, para prefeito e vice. De forma que uma sucessão de possíveis cenários acontece para testar o eleitorado e, os mais prováveis, àqueles que dão liga como dizem na linguagem política, vão descendo para a boca do funil.

   Um dos cenários se fortalece no fechamento dessas conversações, o da efetivação de três pré-candidaturas a prefeito: de Jeová Moreira da Costa (PDT) à reeleição, do deputado federal Aracely de Paula (PR) e de Toninho Barbosão (PT). A grande questão é que se houver a configuração real desse quadro, será uma disputa por demais equilibrada, surpreendente, de apertar o coração dos candidatos e eleitores.

   Não é preciso ser muito arguto para deduzir que Barbosão deve partir para a disputa no mínimo com a votação conquistada no pleito anterior, porque o PT não fez coligações e disputou com chapa pura, tendo Eduardo Diniz (PT) como candidato a vice-prefeito. Então, no atual cenário, as composições partidárias é que vão definir a expansão, estagnação ou até mesmo redução dessa votação do PT. Uma problemática que deve ser muito discutida e avaliada pelo partido para que possa sair fortalecido do pleito, tanto para o Executivo, quanto para o Legislativo.    

   Barbosão é o único que postou-se como pré-candidato a prefeito desde o ano passado, submetendo-se ao desgaste da avaliação popular com tenacidade, ao ponto de até revertê-lo dada a sua postura firme neste sentido com tanta antecedência. Tanto que o PT tem sido muito mais “namorado” do que dantes e conversa sobre o melhor “dote” com todos os outros partidos pretendentes, com ênfase para os que são da base aliada de apoio ao governo federal, como o PDT do Jeová e o PR do Aracely. Por outro lado, se o PT mais uma vez não se coligar, mas Aracely e Jeová também se mantiverem na disputa, ambos praticamente vão dividir o mesmo eleitorado que levou à eleição do atual prefeito, o que logicamente aumentaria as chances de vitória de Barbosão.

   A embolada entre Jeová e Aracely tem sido alimentada de todos os lados, numa articulação que começou com o próprio prefeito afirmando que só abriria mão da sua postulação de reeleição para o deputado federal. A partir de então, estabeleceu-se um jogo que tem pressionado Aracely a efetivar sua candidatura de forma crescente, ao ponto dele poder almejar o apoio que Jeová não consegue agregar, como o do ex-prefeito Antônio Leonardo Lemos Oliveira (PP), do deputado estadual Bosco (PTdoB) que também lidera um grupo de outros partidos que já se articulam, como o Dem e o PV, e do vice-prefeito Miguel Júnior (PMDB).

   Aracely e Jeová já estiveram juntos em três pleitos anteriores, com duas vitórias e uma derrota: o deputado apoiou a eleição do prefeito Jeová para o seu primeiro mandato em 1992, junto com Antônio Leonardo como candidato a vice-prefeito. Posteriormente, em 1996, Aracely apoiou a candidatura de Antônio Leonardo a prefeito, quando o seu vice foi Fausto de Ávila. Ambos perderam para o ex-prefeito Olavo Drummond do PSDB que tinha como vice o petista Eustáquio de Lima, ex-vereador. Nessa disputa, Jeová não podia ser candidato à reeleição. E Aracely voltou a estar ao lado de Jeová em 2000, quando Giovana de Paula foi a sua candidata a vice-prefeita, justamente contra Antônio Leonardo que tinha como vice Abdalla Elias Neto.

   Depois dessa derrota, Jeová e Aracely novamente se unem em 2008. Daquela vez, para vencer o candidato a prefeito apoiado por Antônio Leonardo, hoje o deputado estadual Bosco, que depois de perder a disputa pela prefeitura acabou sendo eleito para a Alemg, em 2010. Antônio Leonardo já tinha sido reeleito em 2004, com o apoio de praticamente todos os partidos da cidade, inclusive do PT, tendo Miguel Júnior (PMDB) como vice-prefeito. No entanto, mesmo fazendo parte do governo municipal de Antônio Leonardo, o PMDB indicou Miguel como vice de Jeová que foi novamente eleito, inclusive com o apoio de Aracely. No entanto, o percurso não foi como o desenhado por Jeová e Aracely no decorrer desta gestão e os dois beiram a separação política, a não ser que entrem em consenso sobre quem iria efetivamente para a disputa com o apoio do outro.

   Caso contrário, se mantiver a sua candidatura contra o antigo aliado, Jeová para não ficar sozinho e aumentar as suas chances eleitorais teria que buscar justamente o PT. Aliás, o que já foi feito conforme anunciado esta semana, quando o prefeito em reunião com o PT teria oferecido a vaga de candidato a vice-prefeito em sua chapa para Toninho Barbosão. Se caminhar assim, o pleito deixaria de ser muito equilibrado com três candidaturas, dando lugar a uma polarizada disputa: com Jeová e Barbosão de um lado e, do outro, Aracely com um candidato a vice-prefeito indicado pela composição partidária que o apoiaria, com o PP de Antônio Leonardo e o PTdoB de Bosco.  

   Aracely ainda tem uma importante carta na manga a favorecer-lhe esse fechamento das candidaturas a prefeito. Pois como não será mais candidato a deputado federal conforme ele já tem declarado, pode sim ter o apoio de Antônio Leonardo agora e futuramente apoiá-lo como candidato a deputado federal, para que tente ocupar a vaga que Araxá não pode perder no Congresso Nacional, preenchida desde 1991 por Aracely. Nesse embalo, inclusive caberia o apoio a uma chapa completa, com Bosco sendo candidato à reeleição na Alemg em 2014. Mais uma vez, seria uma incógnita a posição do PMDB, pois embora seja citado dentre os partidos que tendem a apoiar uma eventual candidatura de Aracely, hoje o partido está no governo Jeová, não só com o vice-prefeito, mas inclusive com a indicação de outros cargos.    

   Então, na boca do funil, parece que só chegam mesmo três pré-candidatos a prefeito, mas se todos passam é outra história que dependerá de uma composição ou não entre Jeová e Aracely.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia