Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Jeová diz que filme renderá para Araxá mais do que os R$ 700 mil investidos pela prefeitura
26/05/2011, às 06:12:34

 

   “Se o filme não fosse aceito pela Câmara Municipal, seria mais uma coisa que Araxá iria deixar de desfrutar no futuro. Agora com esse filme, nós vamos ter o lançamento do cantor e a presença dos artistas da Globo em Araxá”, afirma o prefeito Jeová Moreira da Costa que foi autorizado a destinar R$ 700 mil para a produção do filme “Vazio Coração”. Segundo ele, agora pretende realizar um festival de cinema em Araxá, com a inauguração das obras na região central prevista para dezembro próxima.
   Ele faz uma analogia à boa repercussão da antiga novela Dona Beja para Araxá e também à iniciativa do ex-prefeito Olavo Drummond de fazer a cidade ser tema da Escola de Samba Beija Flor. “E nós vamos gastar só R$ 700 mil, temos que criar condições de começar a trazer o turista e mantê-lo aqui, numa visão de futuro. Com a praça que vai ter teatro e cinema, nós vamos fazer o festival de cinema. O mesmo que era feito aqui e nós perdemos para Gramado, que hoje é notícia durante toda a semana uma vez por ano no noticiário nacional e internacional, de graça. É essa visibilidade que a gente teve ao apoiar o filme”, afirma o prefeito.

Estádio
   Jeová cita que se a Câmara Municipal tivesse apoiado a permuta da área do Estádio Fausto Alvim para a construção de outro mais moderno, já seria um Centro de Treinamento de Seleção na Copa de 2014. “Mas eu não fui entendido, retirei o projeto de lei por recomendação dos nobres vereadores, mas não deixei de lutar. Hoje, estamos conscientes que o ponto fraco nosso é o campo de futebol”, destaca.

Política
    O prefeito afirma que não houve nenhum acordo com o vereador José Maria Lemos Júnior (Juninho/Dem) para a aprovação do projeto pela Câmara Municipal. “Os projetos são encaminhados para lá e eles veem a melhor maneira de votar, eu só tenho a agradecer todos os vereadores pelo belo trabalho que têm desenvolvido na cidade. Não tem nada que foi costurado para votar junto, não tem nada disso. A política é a arte de somar, buscar alianças, podemos divergir em ideias, em projetos, mas temos que ser companheiros.”
   Ele afirma que já pensa na eleição municipal de 2012 e também no pleito de 2014. “A disputa vai acontecer no ano que vem e eu tenho que começar a me aproximar dos partidos, das pessoas que são líderes e colocar o projeto que eu defendo que é de união política e empresarial, o Projeto Araxá.” Jeová destaca que o governador Antonio Anastasia trabalha pela união política de Araxá. “Como o governador é um homem de visão, quer unir Araxá que é importante para ele em 2014. Hoje, quem está na política, já está pensando em 2014, não em 2012. Hoje, eu não sou o médico Jeová, eu sou o político, e tenho que entrar nesta estratégia em busca de companheiros que queiram realmente construir uma cidade que dê oportunidade para todos os cidadãos.”
   Segundo ele, não existe um posicionamento político no voto do vereador Juninho a favor do filme. “O Juninho também está na política por ideal, por gostar de servir, faz um belo trabalho. Ele sentiu que estamos buscando o caminho de construção de uma sociedade justa, entendeu isto e não tem nada que vem impedir esse caminhar junto, assim como com o Mateus (Vaz de Resende/Dem), o Marco Antônio (Rios/PSDB), a Lídia (Jordão/PP).”
   Jeová acrescenta que não entende a postura oposicionista do vereador Marco Antônio, porque ele é do PSDB, o mesmo partido do governador Antonio Anastasia. “O governador está apoiando o nosso governo, abrindo as portas lá, chamou a Edna e o Marco Antônio continua batendo. Então, às vezes, ele fala que tem seis alqueires, mas não tem, é a expressão que usam quando a pessoa não está batendo bem, está na contramão. A Lídia está fazendo o seu papel de oposição, que eu acho ótimo para nós, porque quando a pessoa fala e a gente vê que tem significado, a gente cresce. E, quando não tem significado, a gente deleta. Então, o governo tem que ter oposição, eu acho bom.”


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia