Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
Prefeitura e CEF sorteiam endereços do Residencial Max Neumann
19/06/2012, às 08:42:28

 

   A Caixa Econômica Federal (CEF) juntamente com a Prefeitura Municipal de Araxá realizaram na última sexta-feira, 15, o sorteio dos endereços dos 497 mutuários do Residencial Max Neumann, localizado no bairro Aeroporto. A construção destas casas populares foi viabilizada por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. Realizado no Ginásio Dino Baroni, o sorteio contou com as presenças do prefeito Jeová Moreira da Costa; do secretário de Desenvolvimento Humano, Ronaldo José Fonseca Ferreira; do gerente regional da CEF, Gilmar Pereira Passos, do gerente da agência local da CEF, Márcio José da Cunha, entre outras autoridades.

   Para o prefeito Jeová este é o primeiro passo definitivo para tornar realidade o sonho destas 497 famílias. Na avaliação do prefeito, o programa do Governo Federal, “está trazendo a dignidade a milhões de brasileiros. E a gente, representando a comunidade de Araxá, se sente orgulhoso de estar ai trazendo para a cidade, essa oportunidade para as nossas famílias, que realmente necessitam desse projeto para ter a sua moradia”, ressalta Jeová.

   O secretário de Desenvolvimento Humano, Ronaldo José Fonseca Ferreira disse durante a abertura dos trabalhos que “isso é a realização de um grande sonho de toda família e é um direito constitucional das pessoas”, reforça do secretário. Ele lembra também que somando, todos os empreendimentos ligados viabilização da aquisição da casa própria no município, entre construção de casas e distribuição de terrenos totalizam mais de duas mil residências.

   O gerente regional da CEF, Gilmar Pereira Passos, também fez uso da palavra durante a abertura do evento e cumprimentou o prefeito pelo trabalho que vem desenvolvendo, e ressaltou que para os novos mutuários, este é um momento muito especial, assim como é para Caixa. Gilmar encerrou o seu discurso afirmando que a parceria entre a prefeitura de Araxá e a CEF é uma parceria de sucesso, sobretudo porque ninguém faz nada sozinho. De acordo com o gerente a expectativa é a de que as chaves sejam entregues ainda neste mês para os mutuários.

Mutuários
   Os contemplados com o programa lotaram o ginásio Dino Baroni juntamente com os seus familiares que ansiosos aguardavam o sorteio com seus novos endereços. Os portadores de necessidades especiais foram os primeiros a serem sorteados, seguidos pelos idosos. José Gaspar dos Reis foi o primeiro sorteado da tarde e reagiu como muita emoção. “Nunca, nunca acreditei que fosse realizar este sonho”, comemora José Gaspar.

   Niris Abadia de Souza Rezende é professora adjunta e disse estar duplamente feliz e ansiosa para entrar em sua primeira casa própria. “É uma emoção enorme, não tenho nem palavras. Há muito tempo eu sonhava com isso, mas agora eu tenho certeza que vou ter uma casa própria”, declara Niris, acrescentando que está casada há sete anos e ainda não tem filhos porque não tem casa própria. “Pagando aluguel, eu não quis arrumar filho não. Agora vou realizar outro sonho: o de ser mãe”, afirma Niris.

   A carioca Marcia Regina da Cruz escolheu Araxá como lar há mais de 20 anos, e também foi contemplada. Ela é viúva e, esta será sua primeira casa própria. Saudosa ela lembra que este “era um sonho do meu marido, mas infelizmente chegou a hora dele. Vamos ver como que vai ser agora, eu e meus dois filhos, nessa casinha nova, nesta nova etapa da vida”, conclui Marcia.

O empreendimento
   As 497 casas têm em média, 40 metros quadrados de área construída e um valor de construção de R$ 38 mil, e juntas somam R$ 20 milhões como valor total do empreendimento. Segundo o gerente da agência local da CEF, Márcio José da Cunha, a intenção é entregar as chaves ainda este mês.

   A partir do sorteio, a construtora está convocando uma média de 20 mutuários por dia para visitarem suas futuras casas para fazerem a avaliação do imóvel. Uma vez aprovado o imóvel, a CEF imprime os contratos, e depois de assinados, a caixa valida o negócio e a construtora dá entrada no cartório para averbar.  “Ai sim a gente faz a entrega das chaves”, explica Márcio José.

 

 



Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia