Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
Ex-prefeito é lançado como pré-candidato a vice na composição PT/PSB
20/06/2012, às 17:04:48

 

   O Partido dos Trabalhadores (PT) e o Partido Socialista Brasileiro (PSB) definiram estar juntos na disputa pela Prefeitura de Araxá nesta semana, com Antônio Barbosa (Toninho Barbosão) como pré-candidato a prefeito e o ex-prefeito Waldir Benevides de Ávila como vice na chapa majoritária. A expectativa dos dois partidos é a de somar mais apoio partidário em torno dessa chapa. Em entrevista ao Clarim, Waldir que retorna ao cenário político depois de ter sido prefeito na gestão 1989/1992, afirma que essa participação partiu de um convite do PT para compor a chapa, que vai de encontro a sua vocação política. Ele acredita que a sua experiência política acrescenta numa aliança liderada por um pré-candidato a prefeito que representa a renovação.

   Clarim – Qual é o histórico do fechamento dessa aliança entre o PT e o PSB para a disputa das próximas eleições municipais?

   Waldir Benevides - Uma identidade de objetivos das duas siglas, o PT com o PSB já estão junto há bem tempo. Hoje, o PSB detém um maior número de governadores no Brasil, inclusive com expoentes como o governador do Ceará, que é apontado como futuro candidato a vice da presidente Dilma (PT). Diante dessa identidade de objetivos e ideais, começou a surgir uma conversa e convites para que eu participasse novamente da política de Araxá. Isso foi evoluindo, tendeu muito para outros candidatos e o PT sempre mostrando interesse na minha participação. Então, começamos a conversar, o que nesses dias culminou com um entendimento muito saudável. Eu aproveito a oportunidade para de público agradecer a cúpula do PT, o candidato Toninho Barbosão, o presidente Farah, pela gentileza como têm me recebido e tratado. Ao contrário de outros pré-candidatos que têm uma maneira diferente de relacionar-se com os companheiros. Diante disso, veio essa opção, eu já com vontade de voltar a servir a comunidade de Araxá, acho que tenho amplas condições para isto, militei durante quase trinta anos na política local, fui vereador por quatro vezes, vice-prefeito e prefeito, conheço toda a classe política de Araxá e, principalmente, os problemas e anseios da nossa gente. E vejo que há, não só em Araxá, mas no Brasil inteiro, uma vontade forte do povo por mudanças.

   Na sua gestão como prefeito, estava justamente com o grupo político que tinha como adversário o Partido dos Trabalhadores, como justificar esta mudança de postura política?

   Com muita facilidade, já se vão vinte anos que eu não milito diretamente na política de Araxá. Nesse tempo, muita coisa aconteceu, uns deixaram a política, outros galgam cargos muito importantes e eu fui sempre relegado ao segundo plano. Com toda a sinceridade, na medida em que você não é convidado por determinado segmento, vai dar atenção àquele que te procura e que te dá condições de fazer aquilo que você gosta. Eu gosto de fazer política, de servir o povo de Araxá, e hoje com muito mais condições do que naquele tempo em que fui prefeito. Hoje, sou um homem mais amadurecido, muito mais experiente, e eu acho que isto aliado ao vigor do jovem Toninho Barbosão, com sua inteligência, capacidade, a experiência administrativa que ele tem, vamos formar uma chapa que dará muitas alegrias ao povo de Araxá, se Deus quiser. E, além disso, o PT hoje é detentor do governo federal e o Estado pouca coisa tem para legar aos municípios. Eu quando fui prefeito, tudo que consegui de principal veio de Brasília, do governo federal. E agora sendo do meu partido, eu acho que vai facilitar muito a nossa tarefa e, tenho por princípio, fazer aquilo que o povo quer, espera. E depois de atender as suas prioridades, se tiver jeito você faz as coisas bonitas, podendo deve fazer, porque o município precisa disto também.

   Nessa época, é comum pré-candidaturas serem lançadas num dia e acabarem no outro. Já existe realmente um compromisso sério, oficial, no sentido do PT e PSB levarem essa chapa até o fim e registrá-la após a realização das convenções partidárias?

   Pelo menos, até onde eu entendo e conheço, sim. Não vejo dúvida nenhuma, são pessoas sérias e, até pelo contrário, eu fui convidado. Ao contrário de muita gente que fica mendigando cargo, eu nunca fui disto, nem de dar tapinha nas costas. Há muitos anos, fui indagado pelos coronéis do Exército que passaram por aqui em Araxá: - O que político faz para conseguir voto? Eu que esperava uma pergunta muito diferente deles, respondi: - Eu acho que o povo vê na cara da gente, alguma coisa que a gente mesmo não vê. Eu acho que está havendo um bom entendimento e política é dinâmica, hoje tem eleição municipal, amanhã será estadual, federal, as coisas vão caminhando.

   Essa composição agrega outros partidos?

   Existem conversações e eu acredito que isso vai ampliar.

   Qual a sua perspectiva diante de uma possível disputa contra dois adversários que também são conhecidos políticos de Araxá, os pré-candidatos a prefeito, deputado federal Aracely de Paula (PR) e o prefeito Jeová Moreira da Costa (PDT)?

   Eu nunca gostei de tirar mérito de ninguém. Eu acho que são duas pessoas que têm qualidades, o que já demonstraram através do seu trabalho. Eu só não entendo dentro dessa minha humildade que sempre me caracterizou, e nunca gostei de enfiar as coisas goela abaixo do povo. Desde quando começou essa primeira conversa de chapão, eu senti que o povo não gostou. Mas o povo é livre, estamos vivendo em plena democracia. E vai votar livremente, escolher aqueles que achar melhor.


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia