Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
Suspeitos de envolvimento na morte de Túlio Maneira continuam detidos
12/07/2012, às 16:56:19

 

   A Polícia Civil (PC) de Araxá está interrogando desde a última quarta-feira, 4, os três principais suspeitos de envolvimento no assassinato de Túlio Maneira. Os três estão com mandato de prisão temporária decretado, e enquanto não houver mais provas ou alguma confissão os seus nomes não serão revelados, nem tampouco, os detalhes das investigações.  

   O delegado regional da PC, Heli Andrade, informa que as investigações estão sendo conduzidas 24 horas por dia e a expectativa é que o caso seja esclarecido o mais rápido possível. Segundo ele, por ser um crime de homicídio de forma qualificada, foi possível a decretação da prisão dos três por trinta dias. Heli acrescenta que esse prazo pode ser prorrogado por mais 30 dias

   Os interrogatórios continuarão sendo realizados nos próximos dias e, de acordo com o delegado, a sua decisão é a de não apresentar nada à imprensa por enquanto, nem o principal suspeito. “É para não prejudicar as investigações que vão continuar até o dia que for necessário. As pessoas presas, estão com pedido de prisão temporária de 30 dias, decretado, mas a qualquer momento o caso pode ser esclarecido, um pode ir embora, ou dois podem ir ou até os três podem ir embora”, afirma o delegado.

O crime
   O crime aconteceu por volta das 23h do dia 25 de fevereiro passado, na garagem da residência da vítima que fica na rua Franklin de Castro, Centro. De acordo com o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar, ele foi atingido primeiro nas costas ao tentar abrir a porta de casa depois de guardar o carro na garagem. Ao chegar em casa, por volta da 1h de domingo, 26, o irmão de Túlio encontrou o corpo dele caído no alpendre e chamou a Polícia Militar (PM) e o Corpo de bombeiros.

   O Corpo de Bombeiros Militar verificou imediatamente que Túlio já estava sem vida. A perícia foi acionada e constatou que havia várias perfurações no corpo, provocadas por disparos de arma de fogo, provavelmente oriundos de revólver calibre 38. E também havia três disparos de arma de fogo na porta da sala da residência.

 

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia