Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm_1
prefeitura_araxa
Sucesso do Araxá Cine Festival cria expectativa para a edição de 2013
17/09/2012, às 12:19:45

 

   A premiação do 1º Araxá Cine Festival foi o primeiro evento realizado no teatro municipal recentemente construído na av. Antônio Carlos. O público teve livre acesso ao espaço interno com capacidade para 380 lugares até a sua completa ocupação, inclusive com pessoas que assistiram a cerimônia em pé ou sentadas nas escadarias do teatro. Os vencedores do festival foram conhecidos na ocasião, recebendo a premiação Dona Beja em dinheiro e o troféu Terra do Sol. Dentre renomados atores, atrizes, produtores e cineastas, todos elogiaram a realização do evento em Araxá e disseram que gostariam de voltar na próxima edição, em 2013. A grande surpresa da noite foi o show musical com o ator e cantor Murilo Rosa e o músico Willian Borjazz que apresentaram a trilha sonora do filme “Vazio Coração”, filmado na cidade.   

   Todos enalteceram o esforço e a credibilidade da idealizadora e produtora do festival, Débora Torres, destacando a diversidade dos representantes do cinema nacional presentes em Araxá. O Festival Nacional de Cinema de Araxá aconteceu de 10 a 16 de setembro, com mostras competitivas nas categorias longas metragens brasileiros de ficção convidados, curtas-metragens mineiros convidados e curta-metragens araxaenses selecionados. Também aconteceram o “festivalzinho” para as crianças da rede municipal de ensino, palestras, debates, oficinas e workshops de audiovisual. O evento foi realizado através da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura (MinC), com patrocínios da CBMM e Cemig. As apresentações musicais que antecederam as exibições foram feitas pela Escola Municipal de Música Maestro Elias Porfírio de Azevedo. Todas as atividades foram gratuitas e promoveram o intercâmbio interregional entre profissionais, público e amantes das artes cinematográfica e musical. O festival aconteceu no Tauá Grande Hotel e Termas, com reexibições em bairros da cidade e encerramento no teatro municipal.

   Débora destaca que Araxá possui aspectos que propiciam a introdução de um festival de cinema, “com a proposta onde história e memória da cinematografia brasileira em intercâmbio com o local, regional e nacional centra o foco no cinema como patrimônio em diálogo com o público”. O festival proporcionou a troca de experiências e integração entre profissionais, críticos e artistas, além de fomentar a discussão sobre as possibilidades culturais locais, capacitar os agentes disseminadores da produção audiovisual, formar plateia para o cinema nacional e projetar o potencial turístico e cultural de Araxá.

   As exibições públicas foram de filmes de todos os gêneros cinematográficos, antecedidas pela apresentação das equipes técnicas e artísticas e seguidas de debates. Também aconteceram oficinas de Roteiro, de Produção Executiva, Direção e workshops de audiovisual, com os atores Germano Pereira, Ingrid Liberato, Rosamaria Murtinho e os cineastas João Batista de Andrade, Aluízio Abranches e Walter Webb. Também aconteceram lançamentos de livros e DVDs.

A premiação
   “Ver o Brasil presente nas telas, nas ruas, nas praças, no rosto, na voz, no pulso de quem faz, de quem vê, de quem pensa, de quem sonha, de quem acredita e cria oportunidades para provocar mudanças, gerar desenvolvimento, atrair novos agentes culturais, seja da estrutura de plateia a quem produz. O festival acontece com o objetivo de apresentar ao público a diversidade da produção cinematográfica brasileira em formação, reflexão, exibição e difusão”, disse o apresentador Germano Pereira ao abrir a noite de premiação.    

   No decorrer da semana do festival, foram prestadas várias homenagens especiais. Na noite de premiação, outros receberam menção honrosa do júri, além das premiações. Os grandes vencedores da noite foram o longa-metragem “Olhos Azuis”, de José Joffly, o curta-metragem de Minas “O Céu no Andar Debaixo”, de Leonardo Cata Preta, com premiação de R$ 10 mil para cada um e o melhor curta-metragem araxaense “Expresso Araxá”, de Chico Lima, que recebeu a maior premiação do festival, R$ 40 mil, que devem ser investidos na produção de um novo curta para a 2ª edição do festival. O troféu Terra do Sol entregue aos vencedores e homenageados especiais foi confeccionado pelo artista araxaense Aloísio Zema.





O público visitou a fonte suspensa construída em cima do teatro municipal



   O ator principal do filme “Vazio Coração” gravado em Araxá recebe especial homenagem entregue pela secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques



   O show de encerramento do 1º Araxá Cine Festival com Murilo Rosa e Willian Borjazz



   “Expresso Araxá”, de Chico Lima, foi escolhido como o melhor curta-metragem araxaense, premiado com R$ 40 mil e o troféu Terra do Sol



    Parte da equipe do  filme “Vazio Coração”, a produtora Débora Torres, os artistas araxaenses Pedro Eloi e Odair Fialho, o diretor Alberto Araújo e o ator Oscar Magrini



   Equipe que participou das gravações do longa-metragem “Vazio Coração”, com lançamento nacional previsto para o primeiro trimestre de 2013



   O cineasta José Joffly recebe a premiação de R$ 10 mil e o troféu Terra do Sol de melhor longa-metragem, “Olhos Azuis”



   O ator Jui Huang entrega a premiação de melhor curta-metragem de Minas, “O Céu no Andar Debaixo”, para Leonardo Cata Preta

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia