Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
22º Encontro SESI de Artes Cênicas
15/10/2012, às 12:03:44

 

   “Encontros memoráveis” é o tema do 22º Encontro SESI de Artes Cênicas para celebrar os encontros que as artes presenciais (teatro, dança, circo, música) proporcionam ao colocar em contato e aproximação artistas e espectadores. Durante as 21 edições anteriores, o público de Araxá pôde experenciar diversos espetáculos e linguagens, do clássico ao moderno e contemporâneo, da comédia ao drama, do musical a espetáculos híbridos, o que contribui decisivamente para a formação de seu repertório artístico, cultural e intelectual. Enquanto a internet e as redes sociais têm conquistado cada vez mais adeptos, encerrando muitas vezes as pessoas em suas residências e computadores, as artes presenciais reivindicam a presença “aqui e agora” de seus agentes, artistas e público, para a celebração do encontro e da vida em sociedade.

   Essas artes têm como característica o rito social que as torna especiais, pois se fundam na fruição ao mesmo tempo individual e coletiva, ao vivo no mesmo tempo e espaço e contribuem para melhor percepção do tempo presente, presença e memória. A permanência do espetáculo, quando finda a apresentação, é atribuída principalmente ao espectador, pois “a obra viverá com ele se for capaz de imprimir na sua percepção uma nova visão/ sensação do mundo, da vida, do homem. O teatro [e as artes cênicas] continua como arte na medida em que possibilita, através da presentificação do rito, […] a fruição poética do espectador”, como pontua a diretora Cida Falabella. O espetáculo, por sua presença e pela palavra vivas, passa a realizar um espaço comum em que atores e espectadores tomam sua parte no acontecimento e com ele constroem suas impressões e sentidos. Portanto, a seleção curatorial dirige-se a trabalhos que ressaltem a dimensão do encontro e proponham um diálogo/ participação mais direta com o público, tornando esse rito singular e memorável.


Oficinas Gratuitas
   Inscrições para as oficinas gratuitas no período de 5 a 19 de outubro de 2012, por meio de preenchimento de formulário eletrônico no site de apoio www.encontroaraxa.blogspot.com. Para emissão de certificados, é necessária a participação em, pelo menos, 70% da carga horária total. Vagas limitadas Outras informações no e-mail festivalaraxa@palcobh.com.br





Consciência vocal e canto
Priscilla Cler
   O objetivo da oficina é incentivar e oferecer bases técnicas para os participantes pesquisarem a própria voz enquanto ferramenta de comunicação cênica, através da prática de vocalização, exercícios de coordenação motora e de jogos teatrais e musicais.
   22 e 23 de outubro, segunda e terça, das 9h às 12h e das 14h às 17h – 12h/ aula
   Público: atores, músicos, bailarinos, estudantes de arte e demais interessados.
   Priscilla Cler é atriz, cantora, professora e preparadora vocal, formada em  Teatro pela UFMG e licencianda em Canto Lírico pela UEMG. Atua nos campos do teatro e da música, tendo trabalhado com os diretores Kalluh Araújo, Pedro Paulo Cava, Antonio Hildebrando, entre outros.  Em 2008 ganhou os prêmios SINPARC e SESC/SATED como Atriz Revelação pelo espetáculo infantil Sambalelê. Foi professora substituta na área de voz do curso de Graduação em Teatro da UFMG.



Escola, teatro e realidade
Cida Falabella
   A proposta da oficina é discutir e vivenciar os instrumentos do teatro épico na leitura da realidade e sua aplicação na escola de maneira crítica e criativa. A oficina se organiza em atividades práticas e coletivas e na análise de textos e vídeos sobre o assunto.
   22 a 24 de outubro, segunda a quarta, das 9h às 13h – 12h/aula
   Público: professores, pedagogos, educadores e interessados.
   Cida Falabella é atriz, diretora e professora de teatro, uma das fundadoras e coordenadoras da ZAP 18. Integrou a Cia. Sonho & Drama desde 1981. Mestre em Artes pela EBA/ UFMG, orienta e dirige diversos projetos no grupo e em outros coletivos de Belo Horizonte. Coordenou o curso de Teatro da Usina de Arte, em Rio Branco, Acre, em 2009 e 2010, dirigindo a adaptação do romance “Levantado do chão” de José Saramago.



Escritas móveis
Anita Mosca
   A oficina teatral, com foco na dramaturgia, destina-se a jovens atores e pretende criar uma ritualização do tempo e do espaço e das relações entre os participantes e entre eles e o texto de trabalho. O lugar do workshop constrói um outro espaço cotidiano, onde é possível experimentar novas linguagens, novas possibilidades de se expressar, novos modos de relações. Forma-se, assim, uma comunidade artística disponível a compartilhar para construir um processo criativo em que cada participante encontra no teatro o valor da própria existência.
   22 a 24 de outubro, segunda a quarta, das 8h às 13h – 16h/aula
Público: atores e não-atores jovens e adolescentes, acima de 14 anos.
   Anita Mosca é dramaturga, diretora e atriz. Desde que iniciou sua carreira como atriz em 1993 e como diretora e dramaturga em 2004, já desenvolveu vários trabalhos profissionais, acumulando premiações e experiência internacional. Está na programação do 22º Encontro SESI de Artes Cênicas com o espetáculo “La Svergognata”.


Graffiti
Antônio Carlos Lima – Ton
   A ofícina tem como proposta imprimir em tapumes e muros autorizados da cidade de Araxá as silhuetas de personagens que tenham sido relevantes para cultura e história da cidade, através do uso da técnica de molde vazado e spray (stencil art). Permite dar visibilidade a personagens históricos e lendários, promovendo resgate de memória e  possibilitando a iniciação dos alunos na técnica do graffiti. Além disso, os alunos participarão do 22º Encontro SESI de Artes Cênicas realizando intervenções ao vivo no Ponto de Encontro, promovendo o encontro do público com as artes urbanas visuais.
   22 a 25 de outubro, segunda a quinta, das 8h às 12h e das 14h às 18h – 32 h/ aula
   Público: artistas, desenhistas, pintores e interessados acima de 13 anos.
   Antonio Carlos Lima (Ton), autodidata em artes visuais atuando na área desde 1993, é ilustrador, retratista, grafiteiro, caricaturista, quadrinista, arte educador e tatuador. Participou de várias mostras coletivas de arte como Arte da Latinidade, SESC, Fundação Soares de Oliveira, Mostra de Arte da Juventude, Olhares do Carandiru, Mapa Cultural Paulista, mostra de Arte Marginal, entre outras por várias cidades do Estado de São Paulo. Criou e participou de projetos de arte-educação a convite de prefeituras de cidades como Sertãozinho, Porto Ferreira, Batatais entre outras. Atualmente está à frente de um estúdio de arte aplicada, onde realiza criações e ações artísticas, e leciona em escolas públicas e particulares. Conduzirá as intervenções na cidade e no Ponto de Encontro do 22º Encontro SESI de Artes Cênicas.

Ver e não-ver em dança
Renata Mara
   Proposta de vivência artística em dança, a partir de pesquisa de movimento fundamentada em formas singulares de ver o mundo e apreender a dança. Trata-se de um espaço propício para troca de experiências acerca de diferentes modos de perceber o próprio corpo, o corpo do outro e a relação dos mesmos com o espaço e o tempo.
   22 e 23 de outubro, segunda e terça, das 9h às 12h – 6h/aula
   Público: pessoas com e sem deficiência visual, com ou sem experiência em dança
   Renata Mara é bailarina e educadora em dança, graduada em Psicologia pela PUC/MG, especialista em Arte-Educação e Cultura pela UEMG; Mestre em Artes pela UFMG; Professora de DanceAbility, certificada pelo DanceAbility International. Atualmente vem desenvolvendo pesquisas no âmbito da relação dança e deficiência visual. Está na programação do 22º Encontro SESI de Artes Cênicas com o espetáculo “Desassossego em branco”.


Confecção e manipulação de teatro de bonecos
Leo Ortiz e Luciana Antunes
   A oficina tem como objetivo principal a construção de bonecos a partir das técnicas de manipulação de vara e luva mista, com abertura para a investigação de outras técnicas que os alunos e a montagem suscitarem. Pretende desenvolver habilidades técnicas de construção, manipulação e interpretação com bonecos, utilizando como referência dramatúrgica para uma montagem teatral pesquisas e bagagem dos participantes, através de metodologia de construção coletiva.
   22 a 26 de outubro, segunda a sexta, das 14 às 18h – 20h/aula
   Público: a partir de 14 anos, jovens e adultos e interessados em geral, com ou sem experiência em teatro.
   Leo Ortiz é artista cênico formado pela UFMG e realiza pesquisas teóricas e práticas, confecção e manipulação de bonecos, sombras e máscaras. Luciana Antunes é atriz e produtora teatral, realiza pesquisas teóricas e práticas nas Artes Cênicas, Teatro de Animação (sombras) e Artes Visuais (desenho, modelagem e fotografia). São fundadores da Cia Valentina de Teatro e diretores administrativos do Centro de Cursos Teatrais – Araxá.


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia