Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
Ex-vereadores apresentam vários requerimentos ao serem homenageados pela Câmara
05/11/2012, às 08:58:20

 

A outorga da Medalha Mariano Joaquim de Ávila para dez ex-vereadores de Araxá foi marcada não só pelas homenagens, como também pela participação deles no decorrer da especial reunião ordinária da Câmara Municipal realizada na terça-feira, 30. Após as homenagens, eles ocuparam as cadeiras dos atuais vereadores e puderam usar a tribuna e apresentar requerimentos endereçados aos poderes Legislativo e Executivo. O prefeito Jeová Moreira da Costa ouviu e recebeu pessoalmente as propostas dos ex-vereadores durante a solenidade.

A honraria foi criada pelo vereador Carlos Roberto Rosa que preside a Câmara Municipal desde 2009, com o apoio dos outros nove vereadores. A primeira edição do evento aconteceu no ano passado, quando da mesma forma os homenageados tiveram a oportunidade de voltar a exercer a vereança no decorrer de uma reunião ordinária da Câmara Municipal.  Neste ano, foram homenageados José Esteves Pires Júnior (Kiu) indicado pelo vereador Márcio de Paula, que como ex-presidente assumiu a presidência da Casa no decorrer da reunião e, também fizeram parte da mesa diretora, Miguel Corrêa Resende indicado pelo vice-presidente José Maria Lemos Júnior, e Marlene Borges Pereira indicada pela 1ª secretária Edna Castro. No plenário, ocuparam as cadeiras o ex-vereador Eduardo de Ávila, indicado por Carlos Roberto Rosa; Agno Rosa de Castro, por César Romero (Garrado); Agnelo Guimarães Borges, por Lídia Jordão; Ayres Dumont de Paiva Borges por Mateus Vaz de Resende; Avenor  Augusto Montandon, por José Gaspar de Castro (Pezão); Cidinha Rios, por Marco Antônio Rios; e Cássio Simões de Assunção, por José Domingos Vaz.

O vereador Mateus falou em nome da Câmara Municipal: “Cabe ao vereador, ter a mente aberta para melhor compreender as vicissitudes da vida e transformá-las em experiências ricas e somatórias que garantem a melhoria de vida de cada cidadão. E hoje, senhores ex-vereadores, os senhores, as senhoras, são exemplos vivos de que a ação foi necessária em algum lugar da história para hoje estarmos aqui, homenageando pessoas que realmente contribuíram com o desenvolvimento de nossa Araxá”. O prefeito Jeová disse do sentimento de gratidão pelos ex-vereadores que contribuíram para o progresso e desenvolvimento da cidade. “Se hoje vivemos numa cidade pronta, moderna, preparada para o futuro, é graças ao trabalho desses grandes legisladores do passado. Eu parabenizo toda essa atividade e atitude da Câmara e, mais uma vez, conclamo a necessidade de uma união política, econômica, social, para realmente fazer de Araxá essa cidade com qualidade de vida para todos”, disse Jeová.

“É uma iniciativa muito feliz, porque só é ex quem já foi titular. E nós estamos homenageando pessoas que deram a sua contribuição a Araxá, tiveram a sua participação e fizeram um trabalho para a comunidade, são pessoas que têm história com a Câmara Municipal, com a vida política da cidade”, destacou o presidente Roberto. Ele explica que Mariano Joaquim de Ávila que denomina a medalha é um dos colonizadores de Araxá, onde nasceu e viveu de 1785 a 1863. Ele faleceu aos 78 anos e, no decorrer de sua vida como cidadão araxaense foi juiz ordinário e o primeiro presidente do Poder Legislativo local, comandando a cidade por décadas no exercício deste cargo. Além de político, Mariano também era referência na economia local, estando à frente das atividades da Fazenda Três Cruzes.

As participações
O médico Avenor requereu ao prefeito Jeová a criação de um centro de tratamento, recuperação e reabilitação de dependentes químicos, financiado e subvencionado pelo poder público. Segundo ele, a dependência química é hoje um grave problema social para as famílias. O médico Aires apresentou três requerimentos dirigidos à Secretaria Municipal de Saúde: reforma, melhoria e compra de ambulâncias para atender os pacientes na cidade e em viagens, citando que as que estão em uso precisam de manutenção; o aparelhamento do Pronto Atendimento Municipal (PAM) com mais três respiradores porque só tem um e outros materiais de urgência; a agilização na marcação de consultas de especialidades  porque, segundo ele, as pessoas estão esperando até seis meses para consultar com um endocrinologista, um neurologistas ou um cirurgião vascular.

Agno Rosa não apresentou requerimentos, mas na tribuna prestou uma homenagem aos funcionários da Câmara Municipal, onde cumpriu cinco mandatos, em nome da sua ex-secretária Maria Abadia. Ele também desejou que os novos vereadores possam atuar, acima de tudo, pelo interesse público. Em nome do ex-prefeito Waldir Benevides de Ávila que estava presente, Agno citou os demais com quem conviveu durante os vinte anos de mandato, como vereador da oposição e da situação  – “combatemos o bom combate”. Agnelo em requerimento ao prefeito pede a criação do Arquivo Público de Araxá, de forma a organizar e guardar a documentação histórica do município. “É preciso fazer com que esses documentos que registram a história desse município tenham o tratamento desejado, se não pelo serviço publico, em parceria com alguma instituição ou departamento especializado”, disse. A ex-vereadora Marlene requereu que a prefeitura por iniciativa própria ou em parceria com o setor privado, construa um abrigo para idosos. Segundo ela, sentiu essa necessidade ao prestar um trabalho como voluntária. “Uma casa que lhe sirva de abrigo e acolhimento, que lhe dê um fim de vida mais digno e resgate a sua cidadania às vezes perdida com o passar dos anos. Conseguir vagas nos abrigos existentes é impossível, há idosos que aguardam por muito tempo e a vaga não aparece”, disse.

O jornalista Eduardo sugeriu a apresentação de um projeto de lei que crie um conselho consultivo de aconselhamento ao chefe do Executivo, formado por ex-prefeitos e representantes do Ministério Público e dos poderes Judiciário e Legislativo, sem remuneração. O ex-vereador Cássio requereu ao Poder Executivo a reforma de todos os campos de futebol amador da cidade e que também sejam mais utilizados pelos jovens. “Com ações para levá-los a praticar o esporte fora do horário da escola. O esporte junto com a saúde e a educação são o futuro da nossa cidade”, disse. Cidinha pediu à mesa diretora da Câmara Municipal que constitua uma comissão especial de vereadores e de profissionais de notório saber para estudar toda a legislação municipal que trate do patrimônio histórico e cultural de Araxá, material e imaterial. Ela pediu uma atenção especial no que tange ao “cancelamento de tombamento”, citando que hoje isto depende somente da unanimidade dos votos do Conselho Municipal Deliberativo do Patrimônio Histórico e Cultural (Compac).

O ex-vereador Miguel Correa requereu à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano que conclua a construção da ponte que liga os bairros João Bosco Teixeira e Urciano Lemos. Segundo ele, foi feita a terraplanagem no local e, em seguida, as obras pararam em função do período chuvoso e não foram concluídas.  Kiu que presidiu a reunião também ocupou a tribuna e pediu ao prefeito Jeová que mude o horário da viagem dos pacientes para Barretos. Segundo ele, como os ônibus saem de Araxá às 4h30, as pessoas doentes têm que acordar de madrugada para enfrentarem uma viagem de quatro horas. Kiu sugeriu que o ônibus saia de Araxá às 17h e que os pacientes durmam em Barretos para consultarem na manhã seguinte.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia