Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
Jane Porfírio fala sobre mais um momento de emoção em sua vida
26/11/2012, às 08:48:50

 

Foram 147 dias desde a inauguração de sua academia, em 29 de junho deste ano, e Jan Porfírio voltou a viver fortes emoções com a inauguração da cobertura de sua quadra de tênis. Um momento em que Jane fez questão de compartilhar com seus alunos, amigos e familiares. Na ocasião Jane aproveitou também para homenagear pessoas que ela considera como fundamentais nesta sua trilha vitoriosa: Dr. Fabio Drummond, John Walker e seu irmão Humberto Porfírio. Jane ainda mostrou muita intimidade com o teclado e deu uma palhinha aos presentes acompanhando a banda que animava em algumas músicas, com destaque para “New York, New York” de Frank Sinatra. Jane falou ao Clarim sobre mais este momento em sua vida:

Wilton Borges: Jane, você inaugurou sua academia no dia 29 de junho deste ano, foi um momento impar na sua vida, uma grande conquista. E hoje mais um grande passo, mais uma grande conquista com a cobertura de sua quadra: um momento de uma alegria que se repete?

Jane Porfírio: Pois é. Mais uma alegria. Eu falo que eu sou tão feliz e tão abençoada que minha vive de emoções. Minha vida é cheia de emoções e como você falou, foram apenas quatro meses que eu inaugurei e eu já estou com minha quadra coberta. Era um sonho assim, remoto, pois eu achava que nunca iria conseguir ter uma quadra, e coberta né? E hoje estamos aqui graças a Deus, graças ao meu pai também, que me cedeu este terreno. Graças aos meus alunos que acreditaram em mim e que já passaram de 100.

A consagração de um sonho...

A consagração de um sonho. Você esteve aqui na primeira vez, esta aqui comigo de novo. É uma emoção, você esta sempre presente e agora é torcer para que eu consiga manter um trabalho bem feito aqui né, por que eu falo que chegar lá é fácil. O difícil é a gente conseguir manter. Mas a minha intenção, o meu empenho é tentar fazer o melhor, o que eu puder. O máximo possível e se Deus quiser nós vamos fazer um trabalho bacana.

Você citou mais de 100 alunos. Superou a expectativa?

Demais. Eu fiz esta quadra, Wilton, com a intenção de dar aula aos meus três meninos e alguns coleguinhas ou algum adulto que viesse alugar e quando eu vi já estava com mais de 100 alunos. 115 alunos. Foi uma expectativa muito maior do que eu esperava e se Deus quiser, agora, como é uma quadra só não tem jeito de eu ampliar demais, mas o que eu puder fazer para poder servir a todo mundo eu vou fazer.

Está conseguindo atender a demanda da procura ou tem gente na fila esperando?

Já tem 36 na lista de espera. Aguardando e agora eu vou tentar, na medida do possível, ir encaixando.

Alunos de todas as idades?

É a partir de 5 aninhos de idade. Graças a Deus e o que me dá muita alegria Wilton é pensar que há quatro meses estas 115 pessoas não jogavam tênis. Então é muito pouco tempo para ter tantas pessoas já iniciando no esporte. E o que me deixa muito feliz é que tem vários pais e mães que vem me agradecer por que os filhos estariam nesta hora no vídeo-game, assistindo filme ou com colegas para sair e ao invés disto eles estão em sua quadra de tênis, batendo paredão, e agora com os torneios estão sempre incentivados a praticar o esporte e isto para mim me dá uma alegria e uma motivação muito grande.

Além de que a criança cria aquele espírito de competitividade entre eles.

Isto. E isto ai de certa maneira eu acho muito importante porque na vida você tem que ser competitivo. E em uma competição você perde demais, e é o que acontece com a gente na vida: a gente perde demais. Então eu acho que o esporte ajuda demais no crescimento de uma criança, um adolescente que está iniciando na vida.

Jane, é muito diferente trabalhar com os mais novos em relação aos mais experientes?

Eu acho. Eu acho mais fácil, por que eles têm mais aceitabilidade, entendeu? Eles estão querendo melhorar, então eles ficam empenhados para treinar. E os experientes, eles estão gostando do espaço físico, eles vem. Mas eu prefiro mexer com a meninada, com os iniciantes. Adultos iniciantes é uma experiência nova pra mim. É uma beleza de trabalhar. To com muitos aqui. Agora crianças aqui eu estou com mais de 60. É uma beleza.

Neste final de semana aconteceu o primeiro Torneio Arquétipo de Tênis?

Isto. O primeiro Torneio Arquétipo de Tênis. Eu tenho que agradecer demais a Arquétipo, vai ter a inauguração da cobertura de minha quadra de Tênis e a Arquétipo já entrou patrocinando o nosso primeiro torneio. Indoor né? Arquétipo Indoor de Tênis. Eu acho assim que eles fizeram um serviço perfeito pra mim aqui e eu tive mais de 80 inscritos neste primeiro torneio. Pra quem não conhece Tênis, 80 inscrito é muita gente para um torneio só. Então assim, graças a Deus é um sucesso. Graças a Deus.

Jane, o Tênis ainda é considerado um esporte elitizado. Você acha que com algumas ações e estes torneios poderiam ajudar a popularizar o esporte?

Eu acredito que sim Wilton, mas a maneira que eu exerço o Tênis aqui, infelizmente eu tenho que cobrar. A pessoa tem que ter dinheiro para vir aqui. A minha intenção, e eu preciso de uma parte política pra fazer isto, é estender o esporte para toda a população. Ir aos bairros e montar uma escolinha de Tênis nos bairros. Entendeu? Ai sim eu iria estar realmente popularizando o Tênis. Eu acredito ainda, que num lugar deste aqui e eles tendo que me pagar, não é qualquer pessoa que tem acesso aqui. Infelizmente. Agora foi um investimento alto de minha parte e eu não posso fazer um trabalho voluntário aqui. Mas a minha intenção, se Deus quiser, o dia em que eu conseguir pagar aqui e eu consegui meu dinheiro eu já vou começar expandir para quem não pode me pagar pra eu ir lá ensinar o Tênis de paixão.

No passado você chegou a realizar alguns projetos sociais com o apoio da Administração Municipal. Talvez fosse este o caminho para poder ajudar a difundir ainda mais o esporte.

Pois é. Eu acredito e torço para que estes projetos voltem a acontecer. Eu acho que se a gente começar a pensar no lado das crianças e dos adolescentes, o beneficio que isto pode trazer pra nós eu acho que seria muito bom, mas é preciso ter muita boa vontade para ter esta visão.

Jane eu vou novamente te parabenizar por mais esta conquista, e espero estar aqui muito em breve cobrindo todos os torneios que forem realizados e outros momentos.

Te agradeço demais Wilton, você esta sempre me apoiando na minha vida esportiva, tanto colocando minhas reportagens de meus campeonatos como agora vindo aqui me apoiar no meu torneio de Tênis e eu conto sempre com você e com o Jornal Clarim. Muito obrigada por vocês na minha vida esportiva.

 

 

 

 

 

 

 


 




Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia