Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
PDT quer mais espaço na nova gestão municipal
04/12/2012, às 07:33:08

 

O presidente do diretório de Araxá do PDT, José Maria Ramos, apresentou uma lista com 50 nomes de filiados ao reivindicar para o prefeito Jeová Moreira da Costa mais espaço para o partido na gestão 2013/2016. José Maria está confiante em aumentar essa participação no próximo governo. Ele critica a postura do governador Antonio Anastasia (PSDB) que não apoiou abertamente a reeleição do prefeito que teve como vice uma candidata do PSDB, Edna Castro. Segundo ele, o PDT tem reivindicado nos municípios em que venceu as eleições uma efetiva participação na composição de governo.

José Maria diz que foi muito importante a participação do PDT nas eleições municipais de Araxá, porque é o partido do prefeito eleito. “Quer dizer, o prefeito respeita muito o partido. Então, eu acho que foi muito importante para essa eleição apesar de ter sido apertada, mas foi bom”, afirma. Ele aponta que na atual gestão não há uma participação significativa do PDT e, por isto, após a reeleição de Jeová apresentou-lhe o estatuto do partido que estabelece aos prefeitos eleitos no mínimo 30% de filiados dentro da administração municipal e ainda indica 50% de participação como ideal.

“Nesta primeira gestão, nós não fomos muito beneficiados. Depois, até levamos o estatuto para o prefeito e ele falou que não sabia dessa participação dos filiados. Então, ele já falou pra gente que a partir desse segundo mandato vai prestigiar mais ainda o PDT”, explica o presidente. Segundo ele, não há cobranças e nem imposição de nomes, apenas acha que o partido dele deve ser mais prestigiado. José Maria informa que o PDT chegou a ter dois secretários nesta gestão, o de Assuntos Jurídicos, André Sampaio, e de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Parcerias, Alda Sandra Barbosa Marques, que já não está mais filiada, mas deve retornar. Ele acrescenta que a atual secretária de Saúde, Patrícia Auxiliadora da Silva, está filiada ao partido. “Mas, foi muito pouca gente do PDT lá dentro”, acrescenta.  

Ele afirma que o partido não reivindicou ao prefeito a ocupação de secretarias e sim uma maior participação dos seus filiados no governo. “Nós ainda não tivemos esse capricho de pedir quantas secretarias, eu acho que vamos deixar por conta dele. Até já levamos para ele uma relação que ele pediu, de quem que a gente acha que deve continuar no governo e que deve entrar. Ele falou que vai estudar isso e depois chama a gente para discutir”, informa. Segundo ele, cinco membros do partido fizeram parte de uma comissão que elaborou a lista enviada ao prefeito, com uns cinquenta nomes para ocuparem cargos comissionados em todos os níveis.

Segundo ele, na lista estão nomes de pessoas que trabalharam na campanha eleitoral pela reeleição do prefeito. “Têm pessoas que querem o emprego, qualquer coisa, não está exigindo nada e nós não estamos exigindo cargo. Porque eu acho que você não pode chegar para o prefeito e falar: ‘ó, eu quero uma secretaria’. Não, porque se ele falar pra mim, ‘você vai ser um secretário’, eu falo que ‘não vou porque não tenho competência para tal’. Porque você tem que ser autêntico e é melhor você ser humilde do que ser humilhado”, afirma.

Para José Maria, o PDT tem outras pessoas que podem ocupar uma secretaria, mas acrescenta que essa definição é exclusiva do prefeito. Segundo ele, inclusive convidou o possível novo secretário de Saúde, o médico Wellington Gonçalves, para se filiar ao partido. “Parece que o secretário de Saúde vai ser o Dr. Wellington, que eu acho que se for vai ser muito bom. Até já conversei com ele e o convidei para entrar no partido. E ele me disse que, por enquanto, não, porque está filiado ao PSB. Mas, ele também não descartou essa possibilidade no futuro.” Ele acredita que até o princípio de janeiro o prefeito tenha definido a nova formação da administração municipal para a gestão 2013/2016. “Por enquanto, acho que ele ainda não escolheu ninguém. Mais é boato, porque tem que esperar ele tomar os pés da situação para depois resolver”, diz.

José Maria afirma que ainda não há definição sobre a composição do partido na Câmara Municipal, onde conquistou três cadeiras com José Domingos Vaz, Carlos Alberto Ferreira (Cachoeira) e Mauro do Detran. Segundo ele, ouviu o prefeito falar em nomear José Domingos como secretário de Desenvolvimento Humano, o que possibilitaria a ocupação da cadeira dele pela suplente Néia da Uninorte. Ele acrescenta que também está sendo cogitada a criação da Secretaria Municipal de Segurança Pública que seria ocupada pelo Mauro e, o segundo suplente assumiria, o pastor Moacir. “O prefeito é quem decide, o PDT tem que colaborar e não exigir nada. Ele é quem tem que saber escolher e, se chamar pra gente trocar ideias, aí sim, vamos ajudar, mas impor jamais”, diz.

Governador
José Maria explica que conta com o apoio dos diretórios estadual e federal do partido. “Então, a gente não pode tomar decisão nenhuma sem consultar o diretório estadual e, automaticamente, o federal está incluído”, afirma. Segundo ele, o mandato do atual diretório vence em fevereiro de 2014 e, em nível estadual, é presidido por Mário Heringer. Ele afirma que ficou muito chateado porque o PDT apoiou a eleição de Antonio Anastasia para o governo de Minas e, no entanto, mesmo Jeová tendo uma candidata a vice-prefeita do PSDB, o governador não veio a Araxá apoiar a sua reeleição como prefeito. “E um deputado do partido dele pediu voto para o adversário do prefeito, o que eu acho que é errado, existe a fidelidade partidária. Por que hoje o mandato não é da pessoa, é do partido, certo? Então, eu acho que ele poderia ter falado. Na época, o Dr. Jeová trabalhou com ele aqui, quer dizer, arregaçou as mangas, pediu voto pra ele. E ele não reconheceu isso. Se reconheceu foi por ele só”, diz José Maria.  


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia