Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Programa AABB Comunidade encerra as atividades do ano
13/12/2012, às 09:08:22

 

A Prefeitura de Araxá, a Fundação do Banco do Brasil e o Programa Integração Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) realizaram promoveram uma confraternização de encerramento das atividades do ano letivo nesta quarta-feira, 12, às 20h. O evento também teve como objetivo mostrar para a comunidade os trabalhos elaborados pelos educandos. Durante 2012, as atividades desenvolvidas nas áreas de esporte, música, artes cênicas, artes plásticas e práticas e complementos educacionais ocorreram em torno do projeto “Minha história minha vida – a pedagogia do bem viver”, atendendo 120 alunos participantes do programa.

De acordo com a coordenadora, Maria das Dores Faria da Fonseca, o programa é um complemento à escola. “No sentido de socializar a criança para que ela possa estar enfrentando a sociedade com mais maturidade, com mais rigor. E até porque a sociedade cobra muito do indivíduo e aqui a gente procura mostrar isto. Fazer com que as crianças pratiquem realmente a cidadania e possam enfrentar lá fora, um mundo que é totalmente diferente do mundo da mãe, do mundo da família, do mundo da escola. É o mundo de violência. Hoje, a gente precisa estar preparando a criança para esta maturidade e viver com o coração aberto”, explica a coordenadora.

Maria das Dores informa que a metodologia do programa foi idealizada pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e são oferecidas às crianças e aos jovens atividades de acordo com a idade deles. “Na parte da manhã e na parte da tarde que nós atendemos, eles passam por diversas atividades desde complementos educacionais, artes plásticas, artes cênicas, arte musical, no esporte eles têm natação. Aqui eles trabalham os jogos futsal, vôlei, basquete, todas as noções básicas e até quando vão crescendo, vão desenvolvendo esse potencial. Às vezes, algum deles quer ser um jogador e continua. Tem ex-aluno que está no Araxá Esporte hoje e está uma maravilha, o Davi. Ele saiu daqui com 16 anos e foi para o Araxá Esporte e está até hoje”, destaca Maria das Dores.  

A coordenadora esclarece que a pedagogia desenvolvida pelo programa dá direito à criança de falar, de ter vez, de ter voz. “O programa ensina que ela precisa ser ela mesma e não ficar tolhida daquilo que tem vontade de falar e de aprender. É um programa arrojado, que não acaba. Os alunos são muito amigos da gente, a recompensa deles é fazer os trabalhinhos e levar para casa. E as mães ficam felizes porque eles estão aqui, sabem que eles estão bem assessorados, que os educadores são capacitados pela PUC etc. Então, é um programa que tem um diferencial muito grande”, diz.

Ela ressalta a importância da parceria com a prefeitura na execução do programa. “A prefeitura é a nossa maior parceira. Ela oferece dentro do convênio que é assinado, o transporte, o professor e a alimentação. O convênio é renovado a cada troca de gestão na prefeitura e eu acredito que continuaremos em mais uma gestão. O lema da campanha do Dr. Jeová é construir pessoas e nós estamos construindo as pessoas. A Dra. Elba conhece o nosso trabalho, sempre que tem algum evento aqui ela vem, traz sempre a mãe dela”, afirma Maria das Dores. A AABB e a Fenaban entram com o espaço e com a verba para comprar os materiais e os uniformes para as crianças.

O programa que foi criado em Araxá em 2000, conta atualmente com uma equipe formada por 16 profissionais, sendo um coordenador, oito professores, um psicólogo e cinco auxiliares de apoio. “A maioria das crianças que a gente atende vem da rede municipal. São crianças em vulnerabilidade social. É aquela que a mãe trabalha o dia todo, que precisa realmente que a criança esteja num lugar onde fique protegida. São 120 crianças que nós damos assistência e serão futuros cidadãos, procurando entrar numa sociedade de bem com a vida. A gente ensina na pedagogia do amor, do coração, que elas têm direitos iguais, porque nós trabalhamos embasados nos direitos humanos”, esclarece.

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia