Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm_1
 
Araxá completa 147 anos
18/12/2012, às 18:22:14

 

No dia 19 de dezembro de 1865, a Lei Provincial nº 1.259 elevou a Vila de São Domingos de Araxá à categoria de cidade. E hoje, há 147 anos, seus quase 100 mil habitantes têm muito do que se orgulhar e, sobretudo, muita história para contar.  A sua localização geográfica, por exemplo, é naturalmente positiva. Traçando-se um raio de 600 km partindo de Araxá, está a região de maior concentração populacional do país, com 73% do PIB Nacional e um público potencial de 43 milhões de pessoas.

As atividades mineradoras iniciadas na década de 1950 garantem sustentação econômica, fazem surgir novas indústrias e outros tantos investimentos. A mineração é a maior fonte geradora da economia de Araxá. E a contribuição do turismo também é muito expressiva. Araxá fortaleceu-se como Polo Turístico na década de 1940, com a inauguração do Complexo Termal Grande Hotel e Balneário, ocorrida em abril de 1944.

O valor das suas águas e da lama termal a fez tornar-se uma estância hidromineral. Também conhecida pelos mineiros como “terra da juventude” por causa de suas águas que, segundo dizem, fazem milagres. A estância hidromineral é propícia ao desenvolvimento dos diferentes ramos da atividade turística devido a fatores históricos, geográficos e econômicos que definem o imenso potencial dessa região. Com um dos melhores aeroportos do interior de Minas Gerais, o Aeroporto Romeu Zema, os viajantes dispõem de voos para Uberaba, Belo Horizonte e São Paulo com conexões para diversas cidades brasileiras.

A Rampa Horizonte Perdido é uma atração à parte, o local é considerado um dos mais estrategicamente apropriados para a prática de voo livre e, desde 1993, vem abrigando importantes competições. Neste ano, por exemplo, foram realizadas no Horizonte Perdido uma das etapas do 17º Open de Voo Livre de Araxá e a final do campeonato brasileiro.

História
Araxá é uma palavra indígena que significa “Lugar onde primeiro se avista o sol” e que também denomina a tribo que vivia na região, onde também se formou um dos maiores quilombos de Minas Gerais, o Quilombo do Ambrósio. O colonizador foi atraído pelo sal natural das águas do Barreiro. A prática da pecuária foi o motivo básico dessa ocupação, seguida por atividades paralelas como o comércio dos tropeiros e mercadores e a agricultura.

Ana Jacintha de São José, Dona Beja, conhecida nacionalmente, tem o seu nome vinculado aos principais acontecimentos de Araxá no período da primeira metade do século XIX, quando viveu na cidade. Em 1980, a cidade foi cenário para a novela “Dona Beja” baseada no romance de Agripa Vasconcelos, da Rede Manchete, cuja personagem foi interpretada por Maitê Proença.

Atualmente, a cidade volta a ser cenário de importantes filmes, um deles, “Vazio Coração” protagonizado pelo ator Murilo Rosa e que deve entrar em cartaz no Brasil inteiro no início de 2013. E está em processo de produção o filme “Dona Beja”, que será protagonizado pela atriz Thaís Pacholek e deve ser gravado no segundo semestre do ano que vem. Já no cenário econômico, a estrela brilha na mineração com a exploração das terras raras, o que deve trazer para a cidade num futuro próximo grandes oportunidades de investimentos.

 

Foto: Sérgio Gomes


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia