Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cabmm
banner_pma_araxa
Estelionatários fazem mais duas vítimas
26/04/2013, às 09:26:15

Idoso cai no golpe do falso mecânico

A Polícia Militar (PM) está à procura dos autores de um estelionato registrado no Centro de Araxá. O aposentado LGB, 79 anos, procurou a sede do 37º BPM por volta das 16h de quinta-feira, 25, quando relatou que foi vítima de dois golpistas.

Segundo ele, estava transitando no seu Renault Clio pela rua Calimério Guimarães, Centro, por volta das 12h daquele dia e, depois de passar por um buraco, estacionou o veículo para ver se estava danificado. Ele disse que nesse momento foi abordado por dois indivíduos que lhe ofereceram ajuda para verificar um possível dano no veículo. A vítima contou que um deles após dar uma olhada por debaixo do veículo lhe disse que havia uma peça danificada. Então, a vítima deslocou-se com os golpistas no seu carro até uma rua situada no bairro Guimarães, onde eles simularam uma ligação para uma empresa de venda de peças de veículo.

Ele disse que pelo telefone os golpistas perguntaram o preço da peça que estaria danificada e lhe informaram que custava R$ 4,5 mil. Segundo ele, em seguida os golpistas lhe perguntaram se o carro tinha seguro e, então, respondeu que outro veículo dele estava assegurado. Nesse momento, a vítima disse que eles simularam outra ligação. Após, eles disseram à vítima que posteriormente o seguro iria cobrir a despesa dele com o veículo.

A vítima relatou para os militares que então autorizou a realização do serviço e um deles saiu do local onde estavam simulando estar indo comprar a peça. O idoso disse que o outro indivíduo aguardou o comparsa no local junto com ele. Segundo ele, ao retornar, o golpista entrou debaixo do carro e simulou o conserto. Logo após, a vítima disse que se deslocou com os dois até a sua residência, onde fez um cheque de R$ 4,5 mil e entregou para os autores como pagamento pela peça. O idoso acrescentou que depois de receber o cheque, um deles se deslocou até a Caixa Econômica Federal para descontá-lo, enquanto o outro ficou aguardando junto ele. A vítima disse que após algum tempo desceu até o banco com o outro indivíduo, que encontrou o comparsa na porta e lhe perguntou se tinha conseguido descontar o cheque.  

Como o autor respondeu que não tinha descontado o cheque, a vítima disse que o pegou e foi até o caixa e, em seguida, entregou o dinheiro aos dois que fugiram do local tomando rumo ignorado. Os militares registraram o boletim de ocorrência que foi entregue na Delegacia Regional de Polícia Civil para que o fato seja devidamente investigado.



Família de preso cai no golpe do falso juiz
A Polícia Militar (PM) registrou um estelionato contra a família de um preso às 7h30 de quinta-feira, 25, quando IMB, 43 anos, compareceu na sede do 37º BPM. Ela relatou que no dia anterior, por volta das 15h, estava na Delegacia de Polícia Civil quando recebeu o telefonema de um homem que se identificou como juiz de Direito.

Segundo ela, o homem lhe disse que estaria estudando a possibilidade de liberar o seu tio que está preso provisoriamente suspeito da morte de uma criança. IMB disse que o autor pediu o número do telefone celular dela para posteriormente entrar em contato com os familiares. Ela disse que o celular tocou minutos depois e, ao atender a ligação, um homem se identificou como o delegado Luiz Carlos Gomes de Souza. Ele lhe disse que iria liberar o seu tio mediante pagamento de uma fiança no valor de R$1,5 mil.

A vítima contou que depositou o dinheiro numa conta bancária repassada pelo autor e deslocou-se até a delegacia para pegar o alvará de soltura do seu tio, cumprindo a determinação do autor. Segundo ela, ao chegar na delegacia foi informada que havia sido vítima de um golpe, porque os policiais civis desconheciam o fato e não existia nenhum delegado chamado Luiz Carlos Gomes de Souza. A PM registrou o Reds para que seja investigada a origem da conta bancária do estelionatário.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia