Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cabmm
banner_pma_araxa
Construção do hospital da Unimed está orçada em R$ 25 milhões
11/07/2013, às 08:21:55

 

Diante de uma crescente demanda, a Unimed Araxá construirá um hospital geral de média para alta complexidade para assegurar a prestação de serviços aos seus usuários num futuro próximo. Os médicos cooperados aprovaram o empreendimento orçado em R$ 25 milhões reunidos na Assembleia Geral Extraordinária realizada no último dia 1º. A expectativa é a de abrir as portas do novo hospital de Araxá no máximo em três anos após o início das obras previsto para 2014.

“A Unimed Araxá é uma cooperativa operadora de saúde que cresceu bem acima dos indicadores nacionais nos últimos anos, com muito sucesso nas áreas comercial e assistencial”, aponta o presidente, o médico Aylan Melo. Segundo ele, hoje Araxá conta com três hospitais de prestação de serviços de saúde e, de acordo com um estudo de viabilidade realizado pela cooperativa, esta situação levará a uma dificuldade externa de assistência à saúde para os clientes daqui a uns 2, 3 anos. “Aproveitando os bons ventos do mercado, a situação financeira privilegiada, consideramos ser o momento ideal para tomar essa decisão”, afirma.

De acordo com Aylan, o estudo mostra que Araxá tem um crescimento econômico acima de outras regiões, o que aumenta a demanda pelo convênio Unimed. “Houve também uma inclusão social nos últimos anos e, muita gente que nem pensava que poderia ter um plano de saúde, hoje já tem condições para isto. Então, os serviços acabam saturados”, explica. Segundo ele, a Unimed remunera bem acima dos valores de mercado e proporciona benefícios aos cooperados, como sobras, previdência privada e assistência jurídica, sendo que com o novo hospital será possível atrair mais profissionais para Araxá que estejam dispostos a atender essa demanda reprimida.

Ele informa que, primeiramente, o estudo aponta que existe uma deficiência na prestação de serviços de pronto atendimento. Aylan acrescenta que o complexo hospitalar contará com pronto socorro 24 horas e diagnóstico de emergência, além de 30 leitos para internação com centro cirúrgico, UTI para adultos com 10 leitos, unidade neonatal de média complexidade e centro de diagnóstico independente. “Além disso, o estudo aponta uma demanda muito grande para o tratamento de quimioterapia, cuja unidade também será implantada. Com o acoplamento de todas essas áreas, o hospital torna-se viável e a sua construção foi aprovada pelos médicos cooperados da Unimed Araxá em Assembleia Geral Extraordinária”, destaca.

Segundo ele, o terreno de 40 mil m² que já tinha sido adquirido pela Unimed está muito bem situado, na av. Ecológica, bairro Silvéria. “Possibilitando um projeto arquitetônico arrojado e bem planejado, com 5,6 mil m² de área construída, espaço para estacionamento e fácil acesso através das avenidas que contornam a cidade. O hospital vai proporcionar uma resposta da classe médica a uma necessidade da cidade que é um anseio da população”, afirma. De acordo com Aylan, a decisão de fazer esse significativo investimento levou em consideração a opinião da população, sendo que 87% dos moradores ouvidos em pesquisa consideram muito importante a criação de um novo hospital em Araxá pela Unimed.

“Com o know-how que tem, a Unimed não pode se omitir. É uma obra da cidade, embora seja um empreendimento privado traz benefícios para toda a comunidade”, diz. Segundo ele, o estudo de viabilidade considerou o atendimento aos clientes particulares, conveniados com a Unimed e que podem ser oriundos de parcerias, inclusive pública. Aylan informa que o empreendimento contará com o capital da cooperativa que possui 156 médicos cooperados, 28 mil clientes de Araxá e 10,7 mil que não residem na cidade. “Para viabilizar o negócio, a CBMM (Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração) será parceira no projeto”, acrescenta.

De acordo com o presidente, no dia seguinte à assembleia o projeto foi encomendado a uma empresa especializada e o próximo passo será a sua aprovação pela Vigilância Sanitária. “A expectativa é a de começar a obra até 2014 e, então, executá-la e ter efetivamente o hospital funcionando em até três anos”, ressalta.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia