Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
pma
cabmm
Polícia Civil apresenta autores de latrocínio que matou comerciante
11/07/2013, às 19:36:29

 

A Polícia Civil (PC) de Araxá apresentou os autores do latrocínio que culminou com a morte do comerciante Enildo Correia da Silva, no dia 15 de março passado, no bairro Fertiza. O crime foi cometido pelos irmãos Natalício Costa de Nossa Senhora e Junior Costa de Nossa Senhora, que usaram uma arma alugada de Renato Fernando da Costa, vulgo “Chicão”.

A PC trabalhou incessantemente na apuração desde o dia do crime que chocou a cidade, inclusive provocando manifestações pela paz. Os suspeitos já vinham sendo investigados por vários roubos cometidos em Araxá, como no Sacolão Center, Agrocampo, Xiliki Modas, Posto Alpa e Farmácia Unisaúde. Na noite do último dia 3 de maio, foi deflagrada uma operação policial que culminou com a prisão de Natalício, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele estava fugindo de Araxá num táxi, junto com a mãe dele, quando foi preso na rodovia BR 262, no posto policial do município d Córrego Danta, depois de Campos Altos.

Ao ser interrogado, Natalício confessou a autoria dos roubos já citados e existem indícios de que tenha cometido outros crimes que ainda estão sendo apurados. Ele também confessou a sua participação no roubo que vitimou o comerciante, informando detalhes de conhecimento exclusivo de quem esteve presente no local no momento dos fatos. Ele disse que “alugava” uma arma de Renato Fernando da Costa para cometer os roubos, inclusive o cometido contra o comerciante.  Mais conhecido como “Chicão”, Renato já vinha sendo investigado pela Polícia Civil.

Mesmo assumindo a autoria dos disparos, Natalício escondeu a identidade do parceiro de crime, tentando incriminar outras pessoas. No entanto, através das investigações a PC constatou que a motocicleta utilizada por Natalício no latrocínio pertencia ao irmão dele, Junior. E em novo interrogatório, Natalício confirmou que o irmão estava com ele no momento do crime. Junior acabou preso na última sexta-feira, 5, em Serra dos Aimorés, próximo a Nanuque (divisa com a Bahia), para onde tinha mudado com o restante da família. Ele confessou que conduziu a motocicleta até o local do crime e durante a fuga.

As investigações foram coordenadas pelo delegado Sandro Montanha e conduzidas pelos inspetores Alisson Reis e Mauro da Silveira Chaves, além dos investigadores Mateus Rocha e Ilton Lima, sob a supervisão do Delegado Regional de Araxá, Heli Andrade.

 

Fotos: Willian Tardelli

 

 

 




Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia