Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cabmm
banner_pma_araxa
Gari é atropelada na av. Imbiara
12/02/2014, às 09:38:10

 

A Polícia Militar (PM) registrou o atropelamento de uma varredeira da Prefeitura de Araxá, por volta das 9h de terça-feira, 11, na av. Imbiara, Centro.

Os policiais foram acionados em decorrência de um acidente de trânsito e, no local, um homem de 57 anos contou que é revendedor de veículos e estava “experimentando” um Ford\Pampa circulando pela avenida no sentido ao Centro, quando perdeu o controle direcional devido a uma falha mecânica dos freios. Segundo ele, na tentativa de manter o controle do veículo acabou atropelando a vítima que estava atravessando a via pública. De acordo com a versão da vítima, de 55 anos, ela exerce a profissão de gari e percebeu que o veículo estava descontrolado e, então, como estava próxima ao meio-fio tentou correr para o canteiro central para se proteger. Contudo, ela não conseguiu evitar o atropelamento e foi atingida pelo automóvel.

A vítima foi socorrida pelos bombeiros com alguns ferimentos e ficou sob observação no hospital para a realização de raio X, com suspeita de fraturas pelo corpo. Os policiais fizeram o boletim de ocorrência que foi entregue na Delegacia Regional de Polícia Civil para as providências cabíveis.


Preso com CNH falsa
A Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 43 anos que conduzia um caminhão Mercedes Benz, placa de Ibiá, portando uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada.

Os policiais realizavam uma operação de trânsito na MG 187, Km 66, próximo a Ibiá, na terça-feira, 11. Por volta das 11h, eles abordaram o caminhão e solicitaram os documentos de porte obrigatório ao motorista que apresentou uma CNH emitida em Araxá. Os policiais desconfiaram da carteira porque apresentava alguns sinais de inautenticidade, como papel de cor diferente, escrita e assinatura do condutor com borrões. Diante da situação, eles realizaram uma pesquisa informatizada e não encontraram nenhuma CNH cadastrada para o condutor.

O motorista acabou dizendo que na verdade comprou a CNH de outro caminhoneiro que conheceu em Uberaba, tendo pagado R$ 2 mil pelo documento. Segundo ele, deixou com o caminhoneiro os seus dados pessoais e dias depois recebeu a CNH falsificada. O motorista foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia