Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm_banner
980x150
TERROR EM TAPIRA - Polícia prende suspeito e localiza veículos
02/04/2014, às 09:22:19

 

Uma quadrilha aterrorizou a população de Tapira ao explodir três caixas eletrônicos durante a madrugada de terça-feira, 1º. Nove homens fortemente armados entraram atirando, utilizando quatro veículos, um deles tomado de assalto pouco antes da ação. Um suspeito foi preso e os veículos utilizados apreendidos horas depois do assalto, em Sacramento.

De acordo com duas testemunhas que transitavam de Tapira para Araxá numa caminhonete L200, por volta da 1h30 visualizaram um veículo que vinha na contramão de direção, emparelhado com outro. O condutor da caminhonete disse que diminuiu a velocidade, quando foram abordados por nove bandidos encapuzados e armados com revólveres, pistolas e fuzis. Segundo ele, os bandidos anunciaram o assalto, dizendo que iam explodir Tapira hoje e matar todos os policiais – “porque só falta Tapira no nosso cronograma”.

As vítimas disseram que os bandidos roubaram a caminhonete e junto com os dois descerem com os outros veículos no sentido a cidade, parando no pátio do posto de combustível localizado no Centro. No local, os assaltantes trocaram o pneu de um dos veículos e renderam o vigia e o motorista de uma empresa que presta serviços para uma mineradora. As testemunhas disseram que os bandidos repetiam que sabiam que o banco não tinha muito dinheiro, mas que queriam matar os policiais, perguntando onde moravam e dizendo: “nós vamos matar um por um”.

O ônibus que se encontrava no posto foi colocado em frente ao portão de acesso à garagem das viaturas do quartel e, em seguida, os assaltantes deslocaram-se para o banco, onde minutos depois houve uma forte explosão. Os bandidos fortemente armados com fuzis 5,56mm, submetralhadoras, escopetas cal. 12, pistolas 9mm e .380, além de revólveres .32, dispararam para todos os lados, gritando: “se a polícia sair na rua vai morrer, nós só queremos o dinheiro”. As bombas caseiras feitas com extintores de incêndio utilizadas para explodir os caixas eletrônicos também foram lançadas na porta e dentro do pátio do quartel.

De acordo com uma testemunha, os assaltantes se dividiram assim que colocaram o ônibus na garagem do quartel, onde um deles ficou em frente disparando contra o prédio e outros dois próximos às residências funcionais dos policiais militares. Os bandidos diziam que sabiam de todas as informações sobre a cidade. O vigia do posto disse que os assaltantes chegaram ao pátio em três veículos por volta da 1h40, sendo dois escuros e a caminhonete branca roubada antes de entrarem na cidade. Segundo ele, os bandidos desceram dos veículos encapuzados e com armas em punho e o abordaram dizendo: “o dinheiro ou a vida”. O vigia disse que foram roubados os R$ 7 mil que estavam com ele. Ao término da ação, os bandidos posicionaram um Citroen/XSara entre o destacamento policial e o banco, explodindo o veículo em seguida, que ficou totalmente destruído.

 

 

Dois caixas eletrônicos da agência Sicoob Crediara foram explodidos, onde os bandidos roubaram as gavetas de dinheiro e a central de monitoramento do circuito interno de televisão, além de danificarem um cofre. Houve danos generalizados na estrutura do prédio, sendo que todos os móveis e aparelhos eletrônicos que estavam no interior do banco foram destruídos.


O caixa eletrônico situado no posto de combustível também foi explodido pelos bandidos, onde posteriormente foram apreendidos R$ 19.710 em cédulas que ficaram espalhadas dentre os materiais danificados e mais R$ 4.750,81 em cheques diversos, que foram conferidos na presença das testemunhas e funcionários da agência bancária. Não foi informado o valor levado pelos assaltantes.

A perícia técnica da Polícia Civil de Araxá compareceu ao local e realizou os trabalhos de praxe, constatando que houve cerca de 12 disparos de armas de fogo de diferentes calibres contra o quartel da Polícia Militar, além de vários danos em viaturas policiais, num veículo pertencente a uma autoescola e no ônibus que também foi alvejado pelos disparos. Em seguida, o comando do 37º BPM sediado em Araxá deflagrou um forte esquema de cerco e bloqueio na região, que no amanhecer também contou com o apoio da aeronave Pegasus da PM de Uberlândia. Um dos militares das guarnições que estavam no rastreamento conseguiu visualizar alguns veículos em meio à vegetação de uma lavoura próxima a Jaguara com o apoio da aeronave Pegasus que sobrevoou o local. Os militares em terra conseguiram chegar ao local onde encontraram a caminhonete L200, branca, placa MGX-5462 de Tapira/MG, um Hyundai/I30, preto, sem placas e que foi tomado de assalto em Sacramento há um mês e um Fiat/Uno, branco, placa DID-0553 de Franca/SP, que tinha sido furtado no último dia 21.

Os policiais encontraram dois explosivos no porta malas do Hyundai e acionaram a companhia de missões especiais (CIAMESP) de Uberaba para avaliar o material. Eles também localizaram no local algumas peças de outros veículos, caixas de inseticidas e lonas, o que levanta a suspeita de que é usado para desmanche e esconderijo da quadrilha. Os investigadores e delegados de Polícia Civil que apoiavam a ação da PM receberam a informação de que em Sacramento havia um suspeito de integrar a quadrilha. Os PMs se deslocaram rapidamente para Sacramento, onde prenderam HET, conhecido como Gato, na residência dele. O suspeito ao avistar os militares correu para os fundos da casa e saiu pulando muros e telhados, mas acabou preso. Ele é suspeito de participar do assalto ao Hyundai/I30 e na residência foram apreendidas substâncias entorpecentes, um cartucho vazio de espingarda calibre 12, um saco plástico preto idêntico ao que estava cobrindo a L-200 e o documento do Fiat/Uno localizado em meio ao matagal. Ao ser indagado sobre o documento, o suspeito não soube informar do que se tratava. Ele foi encaminhado preso para a Delegacia Regional de Polícia Civil. Os rastreamentos continuam e algumas pistas estão sendo analisadas com o objetivo de prender o restante da quadrilha.

 




Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia