Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cabmm
banner_pma_araxa
PT nacional e de Araxá surgiram praticamente juntos em 1980
04/04/2014, às 07:37:55

 

Os 34 anos de fundação do Partido dos Trabalhadores (PT) em Araxá foram comemorados pelos filiados e simpatizantes na noite de sexta-feira, 28, na sede do Simma. Estiveram presentes antigos e novos representantes do partido no município, além dos deputados estaduais Adelmo Leão e Elismar Prado e o federal Wellington Prado. Na ocasião, o militante Ismael Rodrigues de Melo recebeu a comenda Estrela de Ouro, que está na sexta edição e é concedida anualmente em reconhecimento à dedicação ao partido.     

“O PT é sempre uma festa e motivo de orgulho para os petistas de Araxá. Um partido que vem trilhando de forma ética, tentando levar os ideais desde outrora estabelecidos para frente. Sem sombra de dúvida, é um momento de reunião da militância para estar comemorando e refletindo num novo debate e diálogo do que quer para Araxá e espera de si mesmo enquanto uma instituição democrática para viabilizar a transformação social da população”, afirma o presidente do diretório municipal, Daniel Rosa.

Conhecido como Ismael dos Correios, uma referência ao local onde trabalha há 29 anos, ele conta que filiou-se ao PT em 1988, quando ainda morava em Sacramento. “Mas, conversava com as lideranças de lá desde 1985. A gente tomou gosto pelo partido, passamos por várias etapas, o crescimento até culminar na eleição do presidente Lula”, conta. Segundo ele, ao receber a homenagem o sentimento é “um pouco do dever cumprido, mas um pouco também de muita coisa por fazer”. Ismael morou em Tapira, onde fundou o partido e foi candidato a vereador. Já a esposa dele, Roseli Aparecida Ribeiro de Melo, foi candidata a prefeita de Tapira em 1996. Ele reside em Araxá desde 1997, sempre atuando a favor do partido. “Não é questão financeira e nem nada, o que nos move é o desejo de construir um país melhor para todos”, destacou ao receber a Estrela de Ouro. Segundo ele, o PT de Araxá vem passando por um processo de renovação. “Hoje, temos dois vereadores, o que é bom e vai oxigenando o partido, o que é preciso. A nossa militância está envelhecendo e precisamos de pessoas novas nos ajudando a fazer essa construção de um país melhor”, afirma.   

A “velha guarda” - Ao lado de um pôster com recortes de notícias sobre o Movimento Diretas Já, ocorrido em 1984, Juarez França que é um dos fundadores do PT em Araxá relembra que quando o partido surgiu em 1980 ele morava em Brasília. “E percebi que era a hora de nós fazermos também em Araxá o seu surgimento. Eu conversei com meu pai que sempre foi um líder trabalhista e tinha sido eleito pelo PTB a prefeito de Araxá em 1958 e nunca deixou de estar com o povão, era uma pessoa muito querida. Chamei também o professor Fábio Vasconcelos, o Rui Barbosa que era meu colega de banco e foi o presidente do Sindicato dos Bancários aqui. Até hoje, o partido nunca parou e estamos tocando o barco”, diz. Juarez perdeu as eleições para prefeito em 1988 com uma diferença de 500 votos para Waldir Benevides de Ávila e, em 1996, foi eleito vereador. “Já tivemos pontos muito significativos e, os que não foram, são incapazes de ofuscar a nossa estrela. A gente sabe que cometemos erros, aqui e nacionalmente, mas quem não os comete? Então, temos que continuar nos servindo até dos erros para poder seguir um caminho melhor.”

Em 1987, Eustáquio de Lima filiou-se ao PT de Araxá. Nesses 27 anos, foi eleito vereador em 1992 e vice-prefeito em 1996 pelo partido. “Eu avalio esse período de uma forma muito peculiar, é como um de nós que vive uma vida jovem de contestações, experiências e provações e vai amadurecendo ao longo do tempo. E com a idade, vai ganhando experiência e moderação. Eu penso que o PT cresceu assim e é responsável por uma política de inclusão gigantesca nesse Brasil, sempre renovando as suas participações. É nítido e natural que ao longo do tempo o partido se transformou, amadureceu e enfrenta as dificuldades e vicissitudes de ser governo e, não como foi no passado da sua construção, um partido meramente opositor”, avalia. Segundo ele, a trajetória do PT tem correspondido as suas expectativas. “Em todos os pontos que você considerar, todos os âmbitos e classes sociais do Brasil, a situação aclarou, melhorou para muitas pessoas, trouxe participação.”    

Segundo ele, o PDT do governo local compõe a base nacional do governo do PT, o que de certa forma cria uma simbiose. “Mas, nós temos divergências no município que, às vezes, não temos nos Estados e na esfera da federação. E aqui em Araxá, temos dois vereadores (Marcílio Faria e Farley Aquino) que não fazem uma oposição vigorosa, de certa forma colaboram com o governo municipal naquilo que entendem que devem. Mas, o PT tem uma postura de não participar do governo municipal e tem muitas críticas. E aí, uma opinião particular minha, a administração municipal é desastrosa”, afirma. Segundo ele, alcançar a Prefeitura de Araxá continua sendo a meta do partido na cidade. “Então, vamos lançar candidatos com toda a força, aprimorar e renovar as nossas lideranças para que os nossos candidatos nas próximas eleições tenham muitas chances de conquistar essa pretensão.”

Sueli Caetano da Silva está filiada no PT de Araxá há 20 anos e é viúva do inesquecível Marcão, que participou ativamente do partido e presidiu por muitos anos o Sindicato dos Metalúrgicos de Araxá. “Ele era um militante participativo, atuante, marcante, que tinha uma preocupação muito grande com o partido. O importante para ele era ver o PT crescer e, com isto, nós estamos hoje tendo o privilégio de comemorar os seus 34 anos com a certeza de que o trabalho não foi em vão. Estamos vendo o resultado, colhendo os frutos agora”, diz Sueli.

 

 

 

 



Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia