Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
prefeitura_araxa
CCEP quer ativar escola e biblioteca dentro do Presídio
01/08/2011, às 11:13:31

   Conseguir ativar a escola e a biblioteca dentro do Presídio Regional de Araxá estará entre as primeiras metas do Conselho da Comunidade na Execução Penal (CCEP). As prioridades estão entre as que foram definidas na primeira visita da entidade ao local realizada na última sexta-feira, 29.

   Na primeira atividade após ter sido instalado na cidade, o CCEP visitou a unidade prisional na qual, atualmente, encontram-se 250 presos, dos quais 90 são condenados. Os conselheiros também se comprometeram a buscar uma solução para ativar o sistema de aquecimento solar para que cada cela receba água aquecida.

   De acordo com o diretor de segurança do presídio, Ewerton Alex Rodrigues, para ativar a escola faltam grades que garantirão a segurança nas salas de aula. Elas estão entre as exigências para a liberação da escola na instituição prisional e estão orçadas em R$8 mil. Para a ativação da biblioteca é necessária também uma grade semelhante às que serão instaladas nas salas de aula. A biblioteca já conta com um acervo de 782 livros de literatura que foram doados. Já para a ativação do sistema de aquecimento solar falta um único equipamento chamado misturador todas as demais conexões estão prontas e instaladas.

   Ewerton explicou que o Presídio Regional de Araxá foi inaugurado há três anos e meio com capacidade para até 120 presos. São ao todo 13 celas masculinas com capacidade para oito presos, nas quais atualmente estão, em média, 20 detentos. Na ala feminina, são três celas nas quais atualmente estão 21 presas.

   Ewerton apresentou as dependências da unidade na ala externa e interna. Os conselheiros também conheceram o pátio interno onde os detentos tomam banho de sol, o canil, a horta, a fábrica de concreto e a de produção de mudas. Nessas últimas, em parcerias com o poder público e uma empresa privada, os detentos trabalham e obtém redução de pena.

   De acordo com o presidente provisório do CCEP, Rodrigo Sebastião de Oliveira, o presídio está bem estruturado e com boas condições, apesar de ser uma unidade prisional nova. “O que a gente precisa implementar o mais rápido possível é a unidade escolar que tenha curso profissionalizante e ensino regular”, disse.

 

Conselho

   O Conselho da Comunidade na Execução Penal (CCEP) foi instalado em Araxá no dia 27 de junho. Uma das principais atribuições do órgão é contribuir para a consolidação e aperfeiçoamento de uma Política de Execução Penal no Município. Sendo assim, visitar e conhecer as dependências, assim como aos detentos e apenados, do Presídio Regional é de suma importância para os trabalhos do conselho. A partir de agora, os conselheiros realizarão visitas periódicas a unidade prisional, assim como, em breve, a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac).

 


Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia