Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
Reestruturação na saúde
23/01/2015, às 09:08:01

 

Uma das primeiras medidas da atual gestão municipal foi a transferência da Secretaria Municipal de Saúde do almoxarifado do Centro Administrativo, situado no bairro Guilhermina Vieira Chaer, onde funcionava provisoriamente desde 2011, para um dos seus anexos de dois andares. A vice-prefeita e secretária de Saúde, Lídia Jordão, afirma que inicialmente precisavam resolver duas importantes demandas, a adequação do espaço físico e a estruturação orgânica da pasta. “A secretaria é muito ampla e tem algumas questões burocráticas que precisam ser centralizadas para adequar o atendimento ao cidadão e dar melhores condições de trabalho aos servidores”, explica. Mesmo com algumas pendências, como a instalação dos sistemas de telefonia e internet, a mudança aconteceu em meados de novembro passado, assim que começou o mandato do prefeito Aracely de Paula. Lídia informa que praticamente todos os serviços burocráticos da secretaria estão funcionando no novo espaço. “A não ser aqueles que necessitam ainda estar em áreas mais próximas do cidadão, como o TFD (Tratamento Fora de Domicílio) que foi transferido do bairro Santa Luzia para a av. Vereador João Sena, Centro, porque necessita de estar próximo ao acesso do transporte coletivo; além do Programa de Internação Domiciliar (PIID), junto com a farmácia distribuidora de medicamentos, que ainda funcionam na rua Calimério Guimarães, Centro, assim como o Conselho Municipal de Saúde.”

 

 

Segundo ela, também compõem a secretaria as mais de 20 unidades de saúde que estão situadas separadamente em várias regiões da cidade, sendo que algumas comportam dois ou três diferentes atendimentos, como equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e do Programa de Agentes Comunitários (PAC). “Temos atendimentos psicossociais nos CAPs até as questões ligadas especificamente ao TFD, que dá atenção ao paciente que precisa deslocar-se quando não tem esse tipo de tratamento oferecido no próprio município. E temos que ter um cuidado com relação ao transporte de pacientes, por isto, tivemos que fazer uma reformulação e o trouxemos para junto da secretaria. Antes, esse transporte funcionava junto ao Setor de Transportes e essa mudança é até para facilitar o deslocamento dos profissionais que são motoristas habilitados para atuar no setor de saúde”, esclarece. 


> Detalhes na edição impressa do Clarim que circula hoje.

 

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia