Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
Mulher é atropelada no Santo Antônio
05/03/2015, às 08:25:06

A Polícia Militar (PM) registrou o atropelamento de uma mulher de 37 anos, por volta das 18h de quarta-feira, 4, na av. Cassiano de Paula Nascimento, bairro Santo Antônio. De acordo com a motorista de 28 anos, conduzia o Ford/Fiesta pela via e parou num cruzamento para esperar a passagem de outro veículo, mas quando arrancou a vítima desceu da calçada e não foi possível evitar o seu atropelamento. A condutora disse que a vítima ficou caída na via e foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, com sangramento. No Pronto Atendimento Municipal (PAM), a médica informou que a mulher estava com confusão mental e não sabia explicar como ocorreu o acidente, sendo que suspeitava de fratura nas costelas e traumatismo craniano. A vítima ficou internada para a realização de exames e os policiais registraram o boletim de ocorrência para os devidos fins.

 

Desavença entre patrão e empregado
A Polícia Militar (PM) esteve em numa loja na av. Amazonas, bairro Alvorada, por volta das 10h de quarta-feira, 4. No local, o solicitante de 30 anos disse que trabalha na loja como entregador e teve uma discussão com os patrões na última semana, porque um deles lhe chamou a atenção por estar chegando atrasado ao trabalho. De acordo com o funcionário, o patrão disse que ele poderia passar no escritório para acertar as contas e sair da empresa. O solicitante disse que então deixou o local de trabalho e foi embora e nesta semana procurou novamente os patrões para solucionar o problema, quando foi informado que não era mais bem vindo à empresa e que outro profissional já tinha sido contratado para o seu serviço. Os patrões negaram à PM ter mandado o funcionário embora, alegando que ele teria abandonado o emprego e pedido conta. Segundo eles, o funcionário permaneceu na loja dizendo que não pediu conta. Então, lhe disseram que poderia ficar no local, porém não iria fazer mais nada ali e inclusive orientaram os demais funcionários para evitar conversas com ele. O solicitante contou ainda que foi ao escritório levando um boleto particular pedindo um adiantamento para pagá-lo, quando foi retirado da sala pelo patrão de forma truculenta, o que o levou a chamar a Polícia Militar. Diante das desavenças, patrão e empregado foram orientados a procurar a Justiça para resolver o impasse.

 

Proprietária ameaça ex inquilina
A Polícia Militar (PM) registrou uma ameaça de proprietária contra ex inquilina, por volta das 15h de quarta-feira, 4, na av. Tonico do Alonso, bairro Urciano lemos. De acordo com a solicitante de 48 anos, estava trabalhando quando chegou a autora de 38 anos chegou bastante nervosa passou a lhe ameaçar, dizendo que iria lhe bater assim que saísse do serviço. De acordo com ela, o motivo do desentendimento seria porque morou por três meses de aluguel na casa da autora e saiu sem pagar algumas contas de luz e água, totalizando R$ 630. Os policiais foram até a casa da autora, onde o filho dela disse que a mãe não ameaçou a ex inquilina, mas que realmente foi lá cobrar a dívida. A autora não foi encontrada e os policiais registraram o boletim de ocorrência para os devidos fins.

 

Preso por importunação
A Polícia Militar (PM) prendeu um homem de 26 anos que estava importunando uma mulher de 44 anos no local de trabalho dela. Os policiais compareceram na rua Maria de Lourdes Moreira, bairro Santa Rita, por volta das 13h de quarta-feira, 4, onde a solicitante contou que o autor teve um relacionamento amoroso com o irmão dela e depois que eles terminaram o jovem constantemente vai ao seu local de trabalho para lhe perturbar e pedir dinheiro. O autor alegou que não adianta a mulher chamar a PM, porque ela não vai ter sossego enquanto não lhe der dinheiro. Diante dos fatos, o autor foi preso e encaminhado para a 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia