Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
EDITORIAL - Balanço quadrimestral
17/03/2015, às 05:50:00

O prefeito Aracely de Paula completa o primeiro quadrimestre à frente do governo municipal e o mais importante balanço é o que tem feito ao se dispor estar em contato direto com a população e com os servidores. Além de dar início ao programa “O prefeito com você” de forma itinerante, com gravações em diferentes regiões da cidade e participação da comunidade, ele também tem se encontrado com o pessoal de cada pasta não só para falar, como para ouvir os servidores, a exemplo da visita à Secretaria Municipal de Educação esta semana. Outro importante parâmetro refere-se à auditoria que deve ser concluída este mês, porque sabendo como estava a prefeitura em cada dimensão pode avaliar como está hoje e planejar o seu governo.

 

Em termos de estrutura física, Aracely conseguiu levar rapidamente as secretarias para o centro administrativo na av. João Paulo II, embora os blocos estivessem ainda sem a infraestrutura necessária, como divisórias, iluminação, telefonia, internet, móveis e outros equipamentos. Mas, a própria decisão de mudar as secretarias agiliza as necessárias providências e gradativamente o ambiente de trabalho está sendo composto. De forma geral, é possível dizer que está melhor do que antes, principalmente porque houve a concentração dos serviços públicos, o que facilita não só a gestão, como o acesso da população. Por exemplo, como os vários órgãos da saúde e da educação estão reunidos nos seus respectivos blocos, sendo um ao lado do outro, a interação entre as duas importantes pastas também passou a ser muito mais efetiva. Aos poucos, as secretarias vão sendo adequadas e o trabalho flui muito melhor com essa relação mais estreita, literalmente de vizinhança.

 

O fato do prédio destinado a abrigar o Gabinete do prefeito no centro administrativo ainda demandar mais tempo para ser concluído e também mais recursos, deve ter sido o que mais pesou na decisão do prefeito de não tocar a obra adiante, pelo menos por enquanto. Dessa forma, pôde manter-se mais próximo da população estando na região central. E no antigo prédio da Câmara Municipal, onde já tinha despachado como prefeito no seu primeiro mandato em meados de 1970, portanto, também fazendo uma ligação histórica com este período, o que não deixa de ser um marketing político. Com o aluguel do anexo ao lado do casarão e uma pequena reforma, ele conseguiu manter junto dele as secretarias especiais e assessorias vinculadas ao Gabinete, também facilitando esse contato. Lógico que não é o ideal, mas essa solução provisória é muito melhor do que a de ocupar o antigo prédio do Hotel Colombo, no complexo do Barreiro, onde boa parte da administração municipal funcionou anteriormente também de forma improvisada, mas muito distante da população, num local de difícil acesso até para os próprios servidores. Além disso, assim Aracely manteve o prédio da prefeitura situado na rua Presidente Olegário Maciel para as atividades que precisam ser mesmo centrais, como o balcão de atendimento ao cidadão, embora tudo ali ainda precise de uma boa reforma para funcionar adequadamente.   

 

Outra destacada decisão nesse curto período foi a de cumprir o piso salarial da educação, com um reajuste de mais de 20% porque contemplou também o índice que não tinha sido recomposto anteriormente. Embora não tenha resolvido o problema de todos os servidores que reclamam um reajuste geral, pelo menos o prefeito sinalizou com essa possibilidade e já abriu a discussão sobre a data-base da categoria que é maio. Se houver um acordo coletivo, será o primeiro a ser fechado e deve passar pela efetiva implantação do Plano Geral de Cargos e Salários, o que é imprescindível na correção das distorções que vêm se agravando ao longo do tempo. Para um governo de apenas dois anos como o dele, será muito difícil viabilizar um concurso público, até porque o certo é ser antecedido pelo novo Plano de Cargos e Salários. Então, terá que resolver situações pontuais que ainda estão pendentes quanto à necessidade de contratação de mão de obra, o que está evidente, por exemplo, na área de serviços urbanos.

 

A saúde e a educação são as duas principais áreas da administração municipal, as que lidam com um maior número de servidores, as que têm um limite mínimo de gastos previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em relação à receita e as mais cobradas pela população, por isto, são um bom termômetro de avaliação da gestão. Além da assistência social, porque faz uma interface com essas duas áreas e, juntas, compõem o lado mais humano do governo. Nesse aspecto, as três áreas apresentam um bom desempenho neste primeiro quadrimestre. O fato do faturamento do Pronto Atendimento Municipal (PAM) ter sido reduzido aponta que o problema da saúde começa a ser visto lá na ponta, no atendimento básico. Em termos de estrutura física, a construção do PAM e a implantação da UTI Neonatal são importantes ações em pleno andamento. O feedback de diretoras, supervisoras e professoras durante o encontro com o prefeito evidenciou uma satisfação geral com o andamento da Secretaria Municipal de Educação, embora tenham feito algumas cobranças que foram respondidas, como as reformas dos prédios que já estão em andamento, com algumas concluídas. A prefeitura também retomou a construção das novas unidades de educação, nos bairros Max Neumann em fase de conclusão e no Pão de Açúcar que deve ser entregue em agosto próximo.

 

Outra postura essencial para o bom andamento do governo municipal é a do diálogo e da parceria com os demais segmentos da comunidade. Nesses quatro meses, o prefeito conseguiu agregar ao governo importantes lideranças que estavam afastadas, a própria Câmara Municipal sob o ponto de vista político, como também a classe empresarial com destaque para a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM). O traquejo lapidado pela longa carreira política, com atuação nos poderes Executivo e Legislativo, tem feito a diferença para Aracely. Apesar da transição atípica, advinda de um grande embate político e judicial, ele tem tido tranquilidade para seguir em frente. A população também está mais madura, o que muito contribui para o estabelecimento de um clima propício, positivo e otimista que é necessário para se fazer um bom governo.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia