Notícias de Araxá e região!

Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm (1)
banner_pma
Chico Buarque nas vozes de Tânia Alves, Lucinha Lins e Aretha Marcos no Teatro Municipal
09/04/2015, às 09:12:55

 

A Campanha Vá ao Teatro 2015 apresenta o espetáculo “Palavra de Mulher”, com Tânia Alves, Lucinha Lins e Aretha Marcos que cantam Chico Buarque, nesta sexta-feira, 10, às 20h, no Teatro Municipal de Araxá. O público araxaense recebe um dos espetáculos mais premiados e aplaudidos do ano que através da campanha chega à cidade dentro de uma turnê que acontece pelas principais capitais brasileiras. Os convites podem ser retirados no saguão do teatro uma hora antes do espetáculo.

 

“Palavra de Mulher” reflete o universo feminino e as personagens inesquecíveis do compositor Chico Buarque, num espetáculo luxuoso e emocionante, patrocinado pela Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração (CBMM) através da Lei Rouanet de Incentivo Cultural numa realização do governo federal e produção da Uirapurus Arte e Cultura, com o apoio da Secretaria Municipal Especial de Turismo e Eventos e Fundação Cultural Calmon Barreto (FCCB). A Campanha Vá ao Teatro comemora 22 anos de trabalho em favor das artes cênicas, em Araxá e região e chegando também a excursionar por outros Estados.

 

 

“Uma proposta de popularização da cultura genuinamente criada por araxaenses na década de 90 e que até hoje permanece viva, reunindo nos palcos locais o que há de melhor no circuito cultural do país”, destaca o produtor cultural, Joãozinho Uirapuru. Segundo ele, neste ano a abertura nacional da campanha foi em Goiânia (GO), no último dia 21 de março, com a peça “Por que os homens mentem?”. Em Araxá, a campanha iniciou-se com o espetáculo “Conatus - a essência do ser”, no último dia 29. O projeto segue mensalmente sempre evidenciando datas especiais e Joãozinho adianta que em maio, a homenagem às mães, será apresentada a peça “O Filho da Mãe”. Ele acrescenta que em junho, mês dos namorados, a campanha apresenta a peça “100 Dicas para Arranjar Namorado”, com a atriz e apresentadora Babi Xavier.


O espetáculo - “Com ‘Palavra de Mulher’, a homenagem ao maior compositor brasileiro que mais soube homenagear as mulheres em suas canções”, destaca Joãozinho. “Teatro, musical ou show? Atrizes, cantoras ou intérpretes? O espetáculo define-se em si mesmo. Mulheres cantam, contam e interpretam mulheres. E fazem isso através de inesquecíveis personagens de Chico Buarque, que deu voz e cantou o universo feminino magistralmente. Em 2014, Chico Buarque completou 70 anos e ‘Palavra de Mulher’ é, além de uma homenagem ao teatro musical, uma grande comemoração ao aniversário de um dos maiores artistas da Música Popular Brasileira (MPB).”


Num clima de cabaré, com alguns objetos cênicos e adereços, Aretha Marcos, Tânia Alves e Lucinha Lins dividem o palco e dão vida a algumas das imortais personagens femininas da obra de Chico Buarque, em canções como “Tatuagem”, “O Meu Amor”, “Folhetim”, “Sob Medida”, “Terezinha”, “Tango de Nancy”, “À Flor da Pele”, “Pedaço de Mim”, dentre outras.

 

 

As atrizes - Aretha Marcos, filha do cantor e compositor Antônio Marcos e da cantora Vanusa, é a convidada para substituir em Araxá a atriz Virginia Rosa no musical. Virgínia que participa originalmente do espetáculo começa a gravar a próxima novela das 21h da Rede Globo e teve que se ausentar para as gravações esta semana, sendo substituída por Aretha.

 

Lucinha Lins já foi Vitória-Régia, a grande vilã de “Ópera do Malandro”, que lhe valeu a indicação ao Prêmio Shell de Melhor Atriz, e também a prostituta Nancy, de “O Corsário do Rei” - duas personagens consagradas de peças de Chico Buarque. No cinema, ela fez “Os Saltimbancos Trapalhões”, um dos maiores sucessos de bilheteria do cinema brasileiro, baseado na peça “Os Saltimbancos”, de Chico Buarque, Sergio Bardotti e Luis Enríquez Bacalov, uma adaptação do conto dos Irmãos Grimm.

 

Tânia Alves gravou seu primeiro disco por intermédio de Chico Buarque e foi a protagonista Terezinha da montagem paulista de “Ópera do Malandro”, além de Bárbara, de “Calabar”. Em seus discos, sempre gravou músicas de Chico como ”Tatuagem” e “Pássara”.

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia