Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
cbmm
banner_pma]  
Filarmônica de MG hoje no Teatro Municipal
12/06/2015, às 07:39:15

 

A Filarmônica de Minas Gerais realiza a primeira turnê estadual da temporada 2015 com apresentações em Araxá, Divinópolis e Uberlândia. Em concertos gratuitos, o público poderá conferir repertório com obras de Tchaikovsky, Dvorák, Prokofiev, Vaughan-Williams, Wagner e Carlos Gomes. Araxá recebe a orquestra na sexta-feira, 12, às 20h, no Teatro Municipal.

Sob a batuta do maestro Marcos Arakaki, serão interpretados Eugene Onegin: Polonaise e O Quebra-nozes, op. 71: Valsa das Flores, de Tchaikovsky; Dança Eslava, op. 72, n° 2, de Dvorák; Sinfonia nº 1 em Ré maior, op. 25, “Clássica”, de Prokofiev; Fantasia sobre Greensleeves, de Vaughan-Williams; a Abertura de O Navio Fantasma, de Wagner; e a Protofonia de O Guarani, de Carlos Gomes. Os concertos são apresentados pelo Ministério da Cultura, governo de Minas Gerais e Algar Telecom por meio das leis estadual e federal de incentivo à cultura.

 

 

O maestro - Marcos Arakaki é Regente Associado da Filarmônica de Minas Gerais, com destacada relevância na formação de plateias e estreias de obras sinfônicas. Dirige regularmente as principais orquestras brasileiras, além de grupos no exterior. Com a carreira marcada por prêmios, destacam-se o 1º Concurso Eleazar de Carvalho para Jovens Regentes e o 1º Prêmio Camargo Guarnieri. Ele foi regente titular da Sinfônica da Paraíba e da Orquestra Sinfônica Brasileira Jovem, recebendo nesta última grande reconhecimento de crítica e público pela sua reestruturação. Com a OSB gravou a trilha do filme Nosso Lar, composta por Philip Glass. É Bacharel em Música pela Unesp e Mestre em Regência Orquestral pela Universidade de Massachusetts. O maestro participou do Aspen Music Festival and School e de masterclasses com os maestros Kurt Masur, Charles Dutoit e Sir Neville Marriner. Arakaki é professor visitante de Regência Orquestral e regente titular da Sinfônica na UFPB.

Filarmônica de Minas Gerais - Hoje, em sua sede própria, a Sala Minas Gerais, a Orquestra Filarmônica foi criada em 2008, com o intuito de inserir Minas nos circuitos nacional e internacional da música orquestral. Formada por 90 músicos provenientes de todo o Brasil, Europa, Ásia, Américas e Oceania e sob a direção artística e regência titular do maestro Fabio Mechetti, a Orquestra rapidamente alcançou reconhecimento do público e da crítica especializada. Administrada pelo Instituto Cultural Filarmônica, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip), a Filarmônica pauta seu trabalho pela excelência artística e vigorosa programação.

Em 2015, serão 90 concertos, dos quais 57 contam com nomes do cenário mundial como Martin Grubinger, Liza Ferschtman, Leo Gandelman, Elissa Lee Koljonen. Voltam a se apresentar com a Filarmônica, Augustin Hadelich, Lilya Zilberstein, Pascal Rogé, Daniel Binelli e Daniel Müller-Schott, além dos brasileiros Nelson Freire, Arnaldo Cohen, Antonio Meneses, Paulo Szot e Cristina Ortiz. Em 2015, serão celebrados os 150 anos de nascimento de Sibelius, Dukas e Nielsen e o centenário da morte de Scriabin. Iniciando seu oitavo ano de vida, a Filarmônica já conta com mais de 500 concertos para um público total de quase 600 mil pessoas, das quais 48,9% participaram gratuitamente, além da criação de 36 mil oportunidades de trabalho indireto.

Orquestra Filarmônica de MG
- 12 de junho - 20h
- Teatro Municipal de Araxá
- Entrada franca

Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia